Microsoft fecha acordo para desenvolver site das Olimpíadas 2016

Por Redação | 08.04.2015 às 11:46

O Comitê Olímpico Rio 2016 fechou um acordo com a Microsoft para criar e manter os três principais sites dos Jogos Olímpicos, Paralímpicos e Revezamento da Tocha Olímpica. O acordo prevê que os sites sejam hospedados na plataforma de computação em nuvem Azure e que a empresa norte-americana utilize seis de seus próprios centros de processamento de dados no Brasil, Estados Unidos, Europa e Ásia para entregar os sites. A tecnologia empregada nos sites permitirá que os usuários, mesmo com conexão limitada, consigam acompanhar o conteúdo exibido nas páginas.

Este é o maior contrato de cloud já fechado pela Microsoft no Brasil, em termos de processamento em nuvem, com estimativa de 11,5 mil pageviews por segundo em momentos de pico; 38 gigabits por segundo de tráfego de dados e 4 petabytes de dados processados durante todo o período dos jogos.

O cronograma da competição, incluindo agenda, resultados e informações estatísticas estarão disponíveis no portal e armazenados na plataforma Azure. O projeto faz parte de uma solução integrada de tecnologia para as Olimpíadas 2016 desenvolvida pela Atos, parceira do Comitê Olímpico Internacional.

Segundo a Microsoft, o site é composto por um modelo de arquitetura inteligente, que permitirá o máximo de eficiência na interação do usuário. Assim, ao reconhecer o tipo de dispositivo e a região de onde está sendo acessada, a página seleciona automaticamente o idioma e o modelo de tela mais adequado para que o usuário possa desfrutar da melhor experiência de navegação. Nas últimas Olimpíadas, em Londres, cerca de 40% de todo o acesso ao conteúdo relacionado ao evento foi feito por meio de tablets e smartphones. Para a competição no próximo ano, a expectativa é que esse número chegue a 60%.

Toda a estrutura de tecnologia necessária para sediar os eventos esportivos incluirá cerca de 80 sistemas de aplicações diferentes, que serão acessados a partir de 12 mil computadores e 3,8 mil dispositivos de impressão. Para o evento, serão implementados cerca de 500 servidores. Atualmente, a equipe do Rio 2016 está trabalhando em fase de testes, que teve início em agosto de 2014 e se estenderá até janeiro de 2016. O objetivo desta fase é garantir o perfeito funcionamento dos equipamentos e de sistemas de transmissão ao vivo.

O início da parceria da Microsoft com o Comitê Organizador foi por meio do Office 365. Atualmente, cerca de 900 pessoas da organização usam a ferramenta. Para o período das Olimpíadas, a estimativa é que este volume alcance a marca de 40 mil, sendo 15 mil acessos diretos e o restante feito por voluntários, que utilizarão smartphones, tablets e computadores no dia a dia das competições.

Via ZDNet

Fonte: http://www.zdnet.com/article/microsoft-to-deliver-rio-2016-websites/http://computerworld.com.br/microsoft-leva-projeto-para-fazer-o-site-das-olimpiadas-de-2016