Microsoft desiste de reduzir armazenamento gratuito do OneDrive

Por Redação | 14 de Dezembro de 2015 às 10h10
Tudo sobre

Microsoft

Recentemente, a Microsoft surpreendeu negativamente os usuários do OneDrive ao anunciar que iria reduzir o plano gratuito de armazenamento em nuvem de 15 GB para apenas 5 GB. Além disso, a empresa havia decidido remover o plano de armazenamento ilimitado, apesar de ter sido a redução do armazenamento gratuito o que mais gerou reação negativa dos usuários.

Uma petição pedindo que a Microsoft não reduzisse o espaço do plano gratuito do OneDrive chegou a mais de 70 mil votos. Em resposta, a empresa se desculpou pela atitude e garantiu que o espaço de 15 GB continuará a existir gratuitamente. "Nós ouvimos claramente de nossos fãs do Windows e OneDrive sobre a frustração e a decepção que causamos. Percebemos que o anúncio veio culpar os clientes que usam o nosso produto. Por isso, estamos verdadeiramente arrependidos e gostaríamos de pedir desculpas para a comunidade", explicou a empresa.

Além dos 15 GB de espaço para todos os usuários que abrirem uma conta no OneDrive, a Microsoft continuará a fornecer mais 15 GB adicionais de maneira gratuita para os usuários que utilizarem o serviço de armazenamento da empresa para hospedar suas fotos do celular. Isso totaliza 30 GB gratuitos disponibilizados pela empresa.

Assista Agora: Gestor, descubra os 5 problemas que suas concorrentes certamente terão em 2019. Comece 2019 em uma nova realidade.

Os assinantes do Office 365 serão afetados pela remoção do plano de armazenamento ilimitado, que passará a ser um plano de 1 TB no próximo ano. Os assinantes, porém, terão o prazo de 1 ano para se adaptarem ao novo limite do plano, além da possibilidade de reembolso para aqueles que não estiverem satisfeitos com a mudança do serviço. Já quem possuía os planos de 100 GB e 200 GB terão um plano de 50 GB que custará US$ 1,99 por mês.

Apesar de ser raro ver a Microsoft se pronunciando dessa forma sobre o assunto, ela demonstrou ter ouvido o feedback e o apelo dos usuários, algo que poderá fazer diferença no rumo que o OneDrive terá a partir de então.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.