Microsoft anuncia planos para combater o terrorismo online

Por Redação | 23 de Maio de 2016 às 11h37

A Microsoft anunciou que vai mudar seus termos de uso para banir o compartilhamento de qualquer tipo de conteúdo terrorista em seus serviços. Com isso, a companhia se une a várias empresas que já estão tomando medidas para conter o avanço do terrorismo online.

"Temos a responsabilidade de manter vários serviços ligados à internet para serem usados como ferramentas, não para contribuir, nem que seja indiretamente, em atos terroristas", declarou a Microsoft.

Ao mesmo tempo, a companhia destacou a importância de proteger a privacidade, a liberdade de expressão e o direito à informação. Dessa forma, o plano é buscar uma solução para lidar com o terrorismo online sem sacrificar os valores e diretos de outros usuários da internet.

Ademais, Redmond disse reconhecer que, aleatoriamente, algum tipo de conteúdo terrorista pode acabar sendo compartilhado em seus serviços, mas que os planos são acabar de vez com essas práticas. "O terrorismo é uma questão realmente urgente nos dias de hoje", adicionou a empresa. "Estamos comprometidos a fazer a nossa parte para ajudar a acabar com o uso da tecnologia para promover ou recrutar para essa causa."

De agora em diante, a gigante dos softwares vai começar a remover qualquer conteúdo ligado ao terrorismo de serviços como a Xbox Live, Outlook e outros. Quanto ao motor de buscas Bing, a empresa declarou que vai remover links indevidos através de ordens judiciais. A Microsoft também pediu o apoio dos usuários e encorajou todos a denunciarem qualquer conteúdo duvidoso.

Com o esforço cada vez maior das empresas de tecnologia em conter o avanço de conteúdo terrorista na web e mídias sociais, certamente o compartilhamento desse tipo de coisa tende a cair. Resta saber se as medidas serão bem-sucedidas a longo prazo.

Via: Tech Times

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.