Microsoft: a volta por cima?

Por Fernando D´Angelo | 22 de Maio de 2015 às 12h00
photo_camera Divulgação

A Microsoft anunciou recentemente o lançamento de um novo navegador web chamado Edge, que vem para substituir o Internet Explorer. O Edge promete se aproximar, em termos de compatibilidade e performance, com os concorrentes Google Chrome, Firefox e Safari.

No entanto, por trás deste lançamento que aparentemente só reposiciona a Microsoft na briga pela liderança no uso dos navegadores, existe uma grande jogada estratégica que está diretamente ligada com seu novo objetivo: desenvolva uma vez e entregue em toda a família Windows (Windows 10, Windows Phone, Xbox, ...).

O Edge é um navegador extremamente eficiente na renderização das telas e é parte do framework que permite rodar Apps no Windows 10, Windows Phone, Xbox, entre outros.

E o que isso significa?

Significa que sites desenvolvidos utilizando tecnologia .NET podem ser transformados, de forma simples, em apps a serem disponibilizados na Loja de Aplicativos da Microsoft e rodarão como um app nativo, com fluidez, acesso a features dos dispositivos (GPS, Câmeras, Microfones, falantes, etc.), à Cortana (sistema de reconhecimento de voz da Microsoft) e às APIs do Windows.

Ou seja, a Microsoft acabou de ganhar milhares de desenvolvedores de apps que poderão, de forma rápida e simples, estender os sites desenvolvidos para serem disponibilizados como apps. E por isso, em um curto espaço de tempo, a Microsoft pode ganhar uma quantidade imensa de Apps disponíveis no Windows Phone.

Se a Microsoft conseguir oferecer uma boa experiência de uso, com fluidez e sem bugs, existem grandes chances de ela retornar à briga por um espaço ao sol.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!