Membro do conselho da Uber é afastado após piada sexista

Por Redação | 14.06.2017 às 15:06

Na terça-feira (13), um membro do conselho da Uber fez um comentário infeliz de cunho sexista em tom de piada direcionado para Ariana Huffington. Agora, David Bonderman foi afastado de sua posição por conta do ocorrido.

O cofundador do Huffington Post falou sobre a chegada de uma nova conselheira, dizendo que “é provável que vai ter mais falatório”, como se, por ser mulher, Ariana automaticamente falasse “demais” e o tal falatório iria aumentar com uma segunda mulher no conselho da empresa. A decisão surge em meio a uma crise corporativa que a empresa enfrenta justamente por conta de machismo e assédios sexuais dentro da companhia.

Ao anunciar seu afastamento, o executivo declarou que “hoje, durante uma reunião na Uber, eu direcionei um comentário à minha colega e amiga Ariana Huffington que foi descuidado, inapropriado e não tem desculpa. O comentário saiu de um jeito que era o oposto do que eu pretendia, mas eu entendi o efeito destrutivo que ele teve e eu assumo toda a responsabilidade por isso”.

A Uber vem enfrentando uma série de polêmicas que culminaram na saída de Emil Michael, seu então vice-presidente de negócios, acusado de esconder uma série de casos envolvendo violência dentro da empresa. Eric Alexander, presidente para negócios da região Ásia-Pacífico, também foi afastado da companhia após ter obtido de maneira ilegal registros médicos de uma vítima de estupro na Índia. E a cereja do bolo foi o afastamento, por tempo indeterminado, do CEO Travis Kalanick. A saída de Bonderman, portanto, está de acordo com a nova postura mais incisiva da Uber para mudar a cultura machista da empresa, depois de tantos escãndalos.

Fonte: NY Times