Meg Whitman nega rumores de que será nova CEO da Uber

Por Redação | 28.07.2017 às 13:24

A CEO da HPE, Meg Whitman, resolveu negar pessoalmente os rumores de que poderia ser apontada como a nova diretora da Uber. Pelo Twitter, a executiva disse que normalmente não comenta sobre rumores e especulações desse tipo, mas que achou isso necessário não apenas para esclarecer as coisas, mas também para reafirmar seu compromisso com sua posição atual.

Falando brevemente pela rede social, ela afirma que as conversas sobre um possível futuro na Uber se tornaram uma distração, que a desviaram do foco. Ela disse estar completamente compromissada com a HPE e ainda ter muito a atingir e realizar na companhia, deixando completamente de lado qualquer possibilidade não apenas de seguir para a companhia de transportes, mas de deixar a empresa de tecnologia como um todo.

Whitman era o nome mais cotado de uma lista de possíveis CEOs para a Uber, que há pouco mais de um mês, está sem liderança. O fundador e presidente original da companhia, Travis Kalanick, a deixou como uma medida de renovação, enquanto a companhia lida com uma reformulação voltada para se livrar de escândalos e reconquistar a confiança dos usuários.

A indicação de Whitman começou a ser vista como uma possibilidade justamente por esse caráter. Entre as polêmicas em que a Uber se envolveu estão uma série de acusações de machismo. Ao apontá-la para o cargo de CEO, então, a companhia não apenas deixaria claro seus intuitos de diversidade, mas também garantiria alguém capacitada para liderar o serviço nessa nova jornada.

Os rumores se intensificaram ainda mais quando, no início desta semana, a HP Inc., companhia-irmã voltada para o mercado de computadores pessoais e impressoras, anunciou que Whitman estava deixando a liderança de sua diretoria, cargo que ocupava desde a separação da multinacional em duas. A mudança, por outro lado, não afetou sua posição na HPE.

Whitman teria sido citada com bastante entusiasmo por executivos da Uber em uma reunião com acionistas sobre possíveis novos CEOs. Os outros cinco nomes que estariam sendo cogitados, entretanto, não foram revelados no vazamento.

Boatos não relacionados ao encontro apontam que Sheryl Sandberg, do Facebook, Tom Skagg, da Disney, e Mark Fields, da Ford, também estariam sendo sondados. Existe, também, a possibilidade de executivos atuais da Uber subirem para o posto de CEO, com Ariana Huffington e Bill Gurley sendo os mais cotados. Ambos são membros do conselho da administração da Uber.

Fonte: Meg Whitman (Twitter)