Locaweb Corp lança oferta de Big Data como serviço no Brasil

Por Rafael Romer | 24.11.2016 às 16:39 - atualizado em 27.11.2016 às 11:59
photo_camera Reprodução

A Locaweb Corp anunciou nesta quinta-feira (24) o lançamento uma nova oferta de Big Data como serviço, desenhada para médias e grandes empresas que buscam extrair insights de seus dados sem a necessidade de investimentos em uma infraestrutura própria para processamento e análise.

Com a nova plataforma, a Locaweb espera derrubar a barreira de entrada para a implementação de Big Data no mercado corporativo nacional, aplicando um modelo de cobrança baseado no volume de processamento por tempo, semelhante a outros serviços tradicionais de nuvem.

"Hoje, quando uma empresa quer implementar Big Data, é preciso ter um investimento muito grande de saída, comprando equipamento, software, e às vezes nem vai precisar de tudo que adquire", explicou Everson Todoroki, Gerente de Produtos da Locaweb Corp." Nossa ideia é, sob demanda, entender a necessidade e a capacidade que o cliente precisa e atender com um custo e benefício aderente".

A nova oferta é lançada agora após um processo interno de desenvolvimento de doze meses, em uma parceria com a Intel, que fornecerá a infraestrutura Cloudera para entrega dos serviços, e com a Semantix, que a agregará a consultoria em Big Data ao pacote.

O modelo de cobrança é variado e dependerá da capacidade computacional, memória e espaço em disco utilizado pelo cliente em uma base mensal. Os primeiros projetos pilotos da oferta já estão em produção, incluindo um cliente do setor de telecom e outro do terceiro setor.

A empresa não abriu detalhes sobre investimentos no negócio, mas espera atingir ao menos "dez grandes projetos" entre companhias líderes de diferentes verticais até o final de 2017. A ideia é que os projetos funcionem como cases abertos de aplicação da plataforma para estimular o modelo no mercado nacional.

De acordo com a consultoria IDC, o mercado de Big Data no Brasil movimentou cerca de US$ 870 milhões no ano passado, o que representou uma pequena redução em relação a 2014. Para o ano que vem, no entanto, a expectativa é da retomada dos investimentos no setor.