LinkedIn compra PointDrive para melhorar relacionamento de vendedores e clientes

Por Redação | 26.07.2016 às 18:30

O LinkedIn anunciou a aquisição da PointDrive, uma startup que tem como principal negócio um serviço que permite que vendedores construam conteúdos visuais para compartilharem com potenciais clientes. Os termos do acordo não foram divulgados pela empresa, que recentemente foi adquirida pela Microsoft por US$ 26 bilhões. O objetivo do LinkedIn com a aquisição da startup, sediada na cidade de Chicago, é ampliar suas ofertas para ajudar vendedores a convencerem seus clientes.

A notícia da aquisição acontece pouco depois da rede social lançar novos recursos para sua plataforma Sales Navigator, como plug-in para integração com Gmail e Salesforce. A solução de vendas não é a unidade mais importante para o LinkedIn, mas o serviço, que foi construído há dois anos para ajudar em vendas sociais, foi destacada como uma parte importante do processo de aquisição da Microsoft.

O Sales Navigator foi criado pela rede social profissional para facilitar a criação e aprofundamento de relacionamentos com clientes atuais e potenciais. Com a solução, é possível ter um único lugar para administrar leads e outras informações. Com os serviços adquiridos com a PointDrive, o LinkedIn deverá ampliar as possibilidades do Sales Navigator. "Nossa própria organização de vendas globais tornou-se um cliente da PointDrive cerca de um ano atrás, e seu produto se tornou uma das ferramentas mais valiosas para nossas equipes", disse David Thacker, vice-presidente de produto do LinkedIn, em uma postagem.

Ainda não está claro como o LinkedIn pretende comercializar os serviços do PointDrive. Antes da aquisição, as soluções eram vendidas em níveis, variando de US$ 25 a US$ 50 por usuário mensalmente. O aplicativo do PointDrive oferece aos usuários um espaço de trabalho onde os vendedores podem fazer upload de conteúdos para compartilharem com seus clientes para melhor ilustrarem um anúncio publicitário ou outros serviços.

As soluções de vendas do LinkedIn estão ganhando cada vez mais importância, uma vez que a empresa registrou um aumento de 55% em sua receita no último trimestre em comparação com o mesmo período do ano passado.

Via TechChunch, LinkedIn