Líder da Samsung é julgado por suborno e esquema de corrupção

Por Redação | 07.04.2017 às 15:57

Nesta sexta-feira (7), o líder do grupo Samsung, Jay Y. Lee, apresentou-se para um julgamento por suborno e desvio de verba em um escândalo envolvendo a ex-presidente sul-coreana, Park Geun-hye.

Lee chegou algemado ao Tribunal Central do Distrito de Seul, ao lado de outros quatro executivos de alto escalão da Samsung. Caso seja condenado por todas as acusações, Jay Y. Lee poderá pegar 20 anos de prisão.

Para quem não está familiarizado com o assunto, supostamente o executivo transferiu o equivalente a quase US$ 40 milhões das filiais da Samsung para duas fundações criadas por Park e sua confidente Choi Soon-sil em troca de favores. Os advogados de defesa, no entanto, afirmam que o líder da Samsung apenas efetuou pagamentos solicitados, mas sem interesse próprio.

Durante o julgamento de hoje o executivo permaneceu calado enquanto os advogados tentavam provar que Lee não estava envolvido no esquema de corrupção que fez Park parar na cadeia. Segundo o advogado, Song Wu-cheol, "o réu, Jay Y. Lee, nem sabia que a contribuição foi feita, porque isso não faz parte de seu trabalho".

Ainda não se sabe quais serão as consequências do escândalo para a Samsung caso Lee seja considerado culpado, mas até o momento o trabalho da gigante sul-coreana não foi afetado.

Com informações de PhoneArena e Uol