LG vê faturamento quase dobrar e lucros têm crescimento de 10%

Por Redação | 04.05.2017 às 13:28

A reorganização rápida de suas atividades já está demonstrando frutos para a LG, que no primeiro trimestre de 2017, comemorou um faturamento mais de 100% maior que o registrado no mesmo período do ano passado. De acordo com os dados financeiros divulgados nesta quinta-feira (4), a companhia obteve US$ 12,7 bilhões em ganhos totais, com lucros de US$ 798,3 milhões e alta de 10% nesse quesito.

Os bons resultados, que vieram bem antes do que o mercado esperava, foram atribuídos, principalmente, ao bom desempenho do LG G6. O smartphone foi um dos primeiros de topo de linha a chegar ao mercado neste ano e chamou a atenção, principalmente, pela tela vertical, com um aspecto inusitado para o mercado, que acabou caindo bem para os consumidores.

Com isso, a companhia obteve um faturamento de US$ 2,61 bilhões apenas em sua divisão móvel, um crescimento de 4% em relação ao trimestre anterior e de 2% na comparação com o ano passado. Pode parecer um total pequeno, mas é digno de sorrisos quando se leva em conta que, em 2016, a grande vedete era o LG G5, com um design modular que até chamou a atenção, mas não viu isso refletido em vendas totais.

Chegar ao mercado antes de seu principal rival, o Samsung Galaxy S8, também foi uma estratégia que deu certo para a LG. Com o lançamento do G6 e sua oferta de dispositivos de médio porte, a companhia viu um crescimento de 10% na demanda por seus produtos, principalmente nos Estados Unidos, que contribuíram amplamente para os resultados do primeiro trimestre.

Apesar dos bons resultados, a LG pede cautela ao mercado com relação aos números dos próximos trimestres devido à chegada de concorrentes fortes ao mercado. O lançamento do já citado Galaxy S8 e outras propostas pelas mãos de rivais deve intensificar a disputa no setor de alto padrão, enquanto quedas de preço devem ser a tônica nos níveis intermediário e inferior.

Apesar disso, e do anúncio de um aumento nos investimentos em pesquisa e desenvolvimento de produtos, a LG não espera quedas na lucratividade ao longo do ano. A empresa cita o desempenho sólido de outras divisões, como a de componentes para veículos, além dos recordes obtidos em alguns segmentos.

O setor de soluções domésticas e de ar condicionado apresentou seu melhor resultado dos últimos oito anos, com aumento de 10% nas vendas em relação ao ano passado e um faturamento de US$ 4 bilhões. O mesmo vale para a operação de entretenimento doméstico, que teve o melhor resultado de sua história com um total de US$ 3,75 bilhões em vendas e crescimento de quase 9% nas margens.

Na visão da LG, ambos são mercados que estão entrando agora em seu momento de pico anual, o que deve manter as receitas em alta e a demanda por produtos bastante aquecida. A empresa espera aumentar o desempenho em regiões como a Ásia e a América Latina, enquanto novos produtos devem manter os resultados onde a performance já é alta.

Fonte: LG