Lexmark quer separar setores de hardware e software

Por Redação | 14 de Janeiro de 2016 às 13h00

A Lexmark está à disposição do mercado, mas aparentemente, não vem tendo muito sucesso nessa empreitada. De acordo com informações ainda não-oficiais, a companhia estaria negociando com diversas interessadas em uma possível compra e, para isso, estaria disposta até mesmo a separar seus setores de hardware e software para permitir que apenas um deles seja adquirido.

Mais reconhecida do público em geral pelas impressoras, a Lexmark também trabalha com equipamentos para impressão e fornece softwares corporativos para gerenciamento de conteúdo, captura e edição de imagens. Além disso, possui trabalhos também nas áreas de saúde, pesquisa e processos financeiros.

É justamente essa gama de opções que seria melhor organizada e comercializada em um spin off, uma das opções sendo analisadas agora pela diretoria. A alternativa se deve, também, ao fato de as propostas de compra recebidas até o momento não terem sido adequadas ao valor de mercado e expectativa de crescimento da Lexmark. Atualmente, a companhia tem uma capitalização estimada em US$ 1,7 bilhão.

No processo de venda, separação e reorganização, a empresa trabalha ao lado da Goldman Sachs, que presta consultoria no movimento e também faz a prospecção de possíveis compradores. A possibilidade de uma divisão entre os segmentos de hardware e software, inclusive, teria reacendido as negociações, com as partes interessadas visando, principalmente, a atuação da Lexmark junto a empresas dos ramos médico e de seguros.

Por enquanto, entretanto, nada confirmado ainda. Em comunicado oficial, a fabricante disse apenas que não comenta sobre especulações e rumores, principalmente os dessa categoria, até que as propostas sejam analisadas e aprovadas por sua diretoria. Ou seja, não é necessariamente uma negativa, mas sim uma recusa a comentar sobre o assunto no momento, algo que pode acabar interferindo na transação.

Fonte: IT News

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.