Lenovo vende mais smartphones do que PCs, mas lucro continua abaixo do esperado

Por Redação | 21 de Maio de 2015 às 11h27

O mercado tem sugerido às empresas que invistam cada vez mais em plataformas móveis como smartphones e tablets, deixando o segmento de PCs em segundo plano. Mas para a maior fabricante mundial de PCs essa história ainda não está funcionando muito bem.

A Lenovo divulgou os resultados financeiros do último trimestre de 2014, bem como sua avaliação para este ano. Enquanto as vendas de smartphones realmente melhoraram, em parte graças à aquisição da Motorola, os números do setor não foram suficientes para elevar os lucros da companhia.

A chinesa conseguiu vender 18,7 milhões de smartphones no quarto trimestre de 2014, sendo que 7,8 milhões foram aparelhos com a marca Motorola. O número representa uma melhoria significativa em relação aos 16 milhões de aparelhos vendidos no trimestre anterior. Segundo a Lenovo, 2014 foi o melhor ano de vendas de smartphones para a empresa, com um total de 76 milhões de aparelhos vendidos. Pela primeira vez na história da companhia, as vendas de smartphones foram superiores as de PCs, que chegaram apenas a 60 milhões de unidades vendidas no ano passado.

No quarto trimestre de 2014, as receitas da fabricante subiram 21% em comparação com o mesmo período do ano passado, cravando US$ 11,3 bilhões no relatório financeiro. No entanto, o lucro líquido caiu acentuadamente, para 37%, terminando o ano com apenas US$ 100 milhões. Em todo o ano de 2014, as receitas cresceram 20%, atingindo a marca de US$ 46,3 bilhões. Já em relação ao lucro líquido, a empresa registrou apenas US$ 829 milhões, bem abaixo dos US$ 5 bilhões de 2013.

Mesmo com números pouco animadores, a Lenovo continua a manter a liderança mundial na fabricação de PCs e uma das cinco principais fabricantes de smartphones do planeta. No entanto, o mercado está mudando rapidamente e a companhia precisa estar preparada para tal mudança. O mercado de PCs ainda não vê uma luz no fim do túnel, apresentando vendas menos expressivas a cada trimestre. Já o mercado de smartphone chinês pode chegar no ponto de saturação ainda neste ano.

A própria Lenovo está ciente disso e admite que está preparada para tomar medidas drásticas para sobreviver, caso isso seja necessário. A empresa chinesa quer se aproveitar da mudança constante do mercado para substituir a imagem de fabricante exclusiva de hardware para uma empresa que também engloba serviços de software.

Via SlashGear

Fonte: http://www.slashgear.com/lenovo-smartphone-numbers-not-enough-for-q4-2014-profits-21384649/

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.