Lenovo vai parar de fabricar smartphones da linha Vibe e focar nos Moto

Por Sérgio Oliveira | 02 de Dezembro de 2016 às 07h30

Em evento fechado para a imprensa realizado em Chicago (EUA) nesta quinta-feira (01), a Lenovo anunciou que vai deixar de fabricar smartphones de entrada para focar na linha Moto.

Isso significa que os Vibe vão deixar de existir no longo prazo e que os Moto se tornarão o principal produto da divisão mobile da chinesa. Ainda de acordo com a empresa, o processo de retirada da linha Vibe do mercado ocorrerá de maneira gradual. Nenhuma data ou prazo exato foi dado pela Lenovo para que isso aconteça, mas ela garantiu que os aparelhos continuarão a ser comercializados e receberão assistência técnica em 2017.

Com isso, a empresa espera reposicionar a Motorola no mercado e fazê-la brigar em pé de igualdade com o Samsung Galaxy S7 e o iPhone 7. Para isso, a fabricante deve ter de mudar toda sua estrutura de negócios para priorizar a atuação da divisão mobile para que ela receba mais recursos.

De acordo com Aymar de Lencquesaing, presidente da área móvel da Lenovo, atualmente a empresa ocupa a sexta colocação no ranking mundial de fabricante de smartphones. A ideia, portanto, seria saltar na lista e se posicionar entre os três primeiros lugares - a saber, Samsung, Apple e Huawei.

Desde 2014, quando adquiriu a Motorola do Google, a Lenovo vem enxugando sua oferta de smartphones. Naquela época, 30 modelos chegavam às prateleiras com a marca chinesa, número que caiu para 10 na atualidade. Com o anúncio de ontem, esse número deve sofrer uma nova redução.

E se você ficou desesperado com a possibilidade dos aparelhos mais baratos da linha Moto, como o G Play ou o E, sumirem do mercado, calma. Eles devem continuar por aí, firmes e fortes, já que os planos são de limar apenas a linha Vibe.

Via UOL

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.