Lenovo negou pedido da Microsoft para ajudá-la a vender o Surface Pro

Por Redação | 19 de Outubro de 2015 às 15h35
TUDO SOBRE

Lenovo

Há mais de um ano, a Microsoft havia proposto à Lenovo um acordo em que a empresa chinesa ajudaria nas vendas do Surface Pro no setor corporativo. A revelação foi feita pelo COO da Lenovo, Gianfranco Lanci, durante o Canalys Channels Forum, realizado em Barcelona.

Lanci afirmou que a resposta da Lenovo foi negativa e que ele não via sentido em ajudar outras companhias a vender um produto concorrente. O assunto surgiu quando o tópico "Surface Enterprise Initiave" foi levantado durante a conferência. O projeto desenvolvido pela Microsoft criava parcerias com outros gigantes dos computadores para venderem e darem suporte ao Surface Pro 3, em especial ao setor corporativo.

Apesar de ter recebido um sinal negativo da Lenovo, a Microsoft fechou parceria similar com a Dell. Não é de se estranhar que a companhia de Michael Dell tenha aceitado a proposta da gigante de software, visto que a Dell recebeu empréstimo de US$ 2 bilhões da Microsoft. Inclusive, a Dell está tentando se afastar do mercado de PCs, que vem declinando nos últimos anos, e agora tenta apostar em consultorias avançadas para empresas, com serviços mais lucrativos, razão que está por trás da recente compra da EMC.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Além da Dell, a Hewlett-Packard também concordou em apoiar as vendas do Surface Pro 3, ainda que o chefe da companhia tenha dado a entender que não está muito entusiasmado em fazer parte dos planos da Microsoft. "Estes são os clientes que tem trabalhado conosco por muitos e muitos anos, e nós não queremos simplesmente ceder essas relações para um concorrente. Então nós dissemos: 'OK, vamos participar disso'", declarou Dion Weisler.

No caso da HP, não haverá repasse de comissões nas vendas do Surface Pro, sendo a empresa responsável pela venda, prestação de serviço e suporte.

Apesar da parceria proposta pela Microsoft às grandes companhias do setor, muitas delas acompanham com receio o lançamento e a boa aceitação do Surface Book, lançado no início deste mês. "É preciso ser um pouco cuidadoso", afirmou Lanci.

Fonte: Business Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.