Lenovo atualiza linhas X1 e Miix com novos notebooks

Por Redação | 03.01.2017 às 09:59

É, a Lenovo está a todo vapor. Depois de anunciar um punhado de novos Thinkpad e a nova linha Legion de notebooks gamers, a fabricante chinesa também revelou quatro equipamentos para renovar as linhas X1 e Miix. Mas calma lá, vamos por partes.

Miix 720

O Miix 720 chega um ano depois de a Lenovo colocar o Miix 700 no mercado. Com tela destacável de 2.880 x 1.920 pixels de resolução, podendo ser utilizado como um tablet, o 2-em-1 agora vem com suporte à nova Active Pen 2, que conta com sensibilidade de mais de 4.000 níveis de pressão. Além disso, ele ganhou uma câmera infravermelho compatível com o Windows Hello, porta Thunderbolt 3 e bateria com autonomia de até oito horas.

Miix 720 chega como uma das principais alternativas ao Surface Pro da Microsoft (Divulgação: Lenovo)

Dentro da carcaça foram colocados um processador Intel Core Kaby Lake de sétima geração, SSD com até 1 TB de capacidade de armazenamento e até 16 GB de memória RAM DDR4. Ainda de acordo com a Lenovo, o Miix 720 já está à venda nos Estados Unidos por a partir de US$ 1.000 nas cores Champagne Gold e Iron Gray. Quanto à Active Pen 2, ela será vendida separadamente por US$ 60.

X1 Carbon

O notebook chega a sua quinta geração mantendo a tradicional tela de 14 polegadas com duas opções de resolução: 1.920 x 1.080 pixels e 2.560 x 1.440 pixels. Então o que muda? Agora praticamente não há borda entre a tela e o corpo do equipamento, o que permitiu à Lenovo oferecer um notebook de 14,4 polegadas no corpo de um modelo de 13,3 polegadas.

O X1 Carbon também ganhou duas portas USB Tipo-C e duas portas USB 3.0. Além disso, o notebook vem com HDMI, porta para microSD e suporte a cartões SIM e redes 4G graças ao chip Snapdragon X7 LTE-A embutido. Para os mais tradicionais, a máquina vem com chip Intel Dual-Band Wireless-AC 8265 e há a opção de trocá-lo por um Tri-Band Wireless-AC 18265, que oferece suporte ao novo padrão WiGig.

X1 Carbon passou por sérias modificações e agora vem em um corpo que tradicionalmente é usado em notebooks de 13,3 polegadas (Divulgação: Lenovo)

Em relação à bateria, um dos grandes problemas da linha, ela passou por uma baita renovação e agora é capaz de oferecer até 15,5 horas de autonomia - um salto e tanto em relação às oito horas do modelo anterior.

X1 Yoga

Um ano após seu lançamento, o X1 Yoga passa por sua primeira renovação. Diferentemente do X1 Carbon, ele não passou por tantas mudanças, mesmo assim há alguns recursos que merecem ser destacados.

Agora o modelo vem em duas variantes. A mais básica delas conta com GPU Intel HD Graphics 620 e até 16 GB de memória RAM LPDDR 3 de 1.866 MHz, enquanto a mais avançada vem com GPU Intel Iris Plus Graphics 640 e até 16 GB de RAM LPDDR 3 de 2.133 MHz.

X1 Yoga passou por sua primeira renovação, que não incluiu mudanças estéticas. Ao invés disso, apenas especificações técnicas ganharam um tapa (Divulgação: Lenovo)

Em ambos os casos o notebook 2-em-1 conta com duas portas USB Tipo-C com suporte a Thunderbolt 3, três portas USB 3.0, HDMI, microSD, microSIM e Wireless 8265 ou 18265- iguais ao X1 Carbon. O teclado retrátil também passou por mudanças para, segundo a Lenovo, oferecer mais "estabilidade e conforto". São adições e modificações interessantes, mas que acabam sendo ofuscadas pelo revés de a máquina contar com as mesmas opções de tela do modelo de um ano atrás: dois painéis IPS com 1.920 x 1.080 pixels ou 2.560 x 1.440 pixels de resolução, ou um painel OLED de 2.560 x 1.440 pixels de resolução.

A Lenovo alega que a bateria é capaz de aguentar até 16 horas longe da tomada nos modelos com painel IPS ou 10,5 horas na versão OLED.

X1 Tablet

Assim como o X1 Yoga, o X1 Tablet está passando por sua primeira atualização, com pouquíssimas mudanças. As novidades ficam por conta dos processadores Kaby Lake da série Y, opções de até 1 TB de armazenamento SSD e bateria com duração de até 10 horas sem o módulo de produtividade, que adiciona mais cinco horas de autonomia.

O tablet também passou por mudanças no quesito conectividade. Agora ele vem com uma porta USB Tipo-C responsável por seu recarregamento, mas sem suporte a Thunderbolt 3. Também foram acrescentadas uma porta USB 3.0 e outra DisplayPort. A tradicional entrada para cartão microSD continua lá e o usuário pode optar por suporte a redes LTE ou wireless, o que, obviamente, impactará no preço final do aparelho.

X1 Tablet também passou por sua primeira renovação, mas sem grandes mudanças (Divulgação: Lenovo)

O X1 Carbon e o X1 Yoga estarão disponíveis a partir de fevereiro por a partir de US$ 1.350 e US$ 1.500, respectivamente. Já o novo X1 Tablet só começará a ser vendido em março por a partir de US$ 950. Ainda não há informações sobre em quais mercados os aparelhos serão disponibilizados.

Fonte: Anandtech, Ars Technica, CNet (1) (2)