Lenovo anuncia fundo de investimento avaliado em US$ 500 milhões

Por Redação | 06 de Maio de 2016 às 18h15

A chinesa Lenovo está investindo US$ 500 milhões em startups por meio de um novo fundo de financiamento. Esta é a segunda vez que a empresa investe seu dinheiro em iniciativas tecnológicas. Em 2010, a chinesa criou seu primeiro fundo de US$ 100 milhões, que incluía a startup israelense de reconhecimento facial Face++, a chinesa iDreamsky e a empresa especialista em biometria Nok Nok Lab, dos Estados Unidos. Além delas, outras 40 empresas faziam parte do portfólio da companhia.

Desta vez, a Lenovo está procurando companhias que desenvolvam tecnologias ligadas aos produtos criados pela empresa atualmente, em particular nos ramos de computação na nuvem, big data, inteligência artificial, robôs e outros serviços de internet.

Além de oferecer investimento em dinheiro às companhias, a Lenovo também criou um programa de incubadoras para seus próprios negócios, permitindo que as unidades da chinesa se tornem mais independentes, angariem capital de investidores externos e entrem para o novo Grupo de Incubadoras e Capital da Lenovo (LCIG, na sigla original).

O aplicativo de compartilhamento de arquivos da Lenovo, SHAREit, além do Lenovo Cloud e Lenovo Connect são os primeiros a se beneficiarem do novo posicionamento da empresa, agora como subsidiárias independentes. A Lenovo já afirmou que outras aplicações e partes da empresa também devem participar do programa num futuro próximo.

Os novos programas fazem parte de uma reestruturação da Lenovo depois de um resultado fiscal. Enquanto a fabricante ainda permanece como a maior vendedora de computadores do mundo, o mercado está diminuindo, o que impacta negativamente seus negócios. Além disso, uma pesquisa da empresa de análise de mercado IDC indicou que a Lenovo saiu do top cinco das maiores fabricantes de celulares do mundo.

Via Tech Crunch

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!