Lady Gaga usou 300 drones da Intel para iluminar show no Super Bowl

Por Redação | 06 de Fevereiro de 2017 às 12h34
TUDO SOBRE

Intel

Desde a noite do último domingo (05), o assunto que tem dominado os meios de comunicação é a apresentação de Lady Gaga durante o intervalo do Super Bowl. Enquanto muitos fãs foram ao delírio com a performance da cantora, outro detalhe atraiu a atenção de quem assistia ao evento: um show de drones sincronizados que acompanhou e iluminou o céu de Houston.

Ao todo, 300 veículos aéreos não tripulados foram usados para pintar imagens coloridas no céu. A tecnologia é da Intel e já havia sido utilizada para simular a explosão de fogos de artifício durante a temporada de férias nos parques da Disney. Os drones possuem LEDs que podem criar mais de 4 bilhões de combinações de cores.

Um dos segredos do programa chamado Shooting Star, da Intel, é um conjunto de programas de software para desktops. As rotas dos drones são pré-programadas e cada unidade cumpre o seu papel sem a ajuda de hardware especial para prevenir acidentes. As colisões são evitadas graças à definição de rota do software.

Cada drone pode ser montado em menos de 15 minutos, uma vez que não há parafusos em sua construção e tudo se encaixa perfeitamente. Outro detalhe interessante é que os veículos pesam apenas 280 gramas cada.

Enquanto os drones são cada vez mais usados para gravar imagens de eventos, a Intel está aí para mostrar que eles também podem fazer parte do show.

Via Tech Crunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.