Kickstarter ultrapassa US$ 2 bilhões em arrecadação de crowdfunding

Por Redação | 05 de Novembro de 2015 às 12h35

A plataforma de crowdfunding Kickstarter anunciou que atingiu a marca de US$ 2 bilhões em arrecadação dos projetos disponíveis no site. A empresa, fundada em 2009, levou quase cinco anos para atingir o primeiro bilhão de dólares, enquanto o segundo bilhão levou apenas 19 meses. Isso acontece porque o interesse em plataformas de crowdfunding tem aumentado bastante nos últimos dois anos, marcando uma virada expressiva para empresas como Kickstarter e seu concorrente Indiegogo, que oferecem opções de financiamentos coletivos viáveis para todos os tipos de criadores.

Em uma página especial em seu site, o Kickstarter também estabeleceu outros números interessantes. O número de participantes que disponibilizaram seus projetos na plataforma foi de 9,5 milhões, sendo que 3 milhões deles abrigaram entre dois e cinco projetos. A empresa também observou que cerca de 1,7 milhão financiaram quase US$ 150 milhões em projetos no Kickstarter que não prometiam nenhuma recompensa. Desde que atingiu a marca de US$ 1 bilhão em março de 2014, a empresa disse que US$ 1.200 foram arrecadados a cada minuto, enquanto nove projetos foram lançados por minuto.

Cinema e vídeo foi a categoria com melhor desempenho na plataforma de crowdfunding, com 50.852 projetos lançados de um total de 260 mil, seguida de música, publishing, jogos e arte. No entanto, foi a categoria de jogos que mais arrecadou em financiamento, com US$ 412,4 milhões. Tecnologia e design aparecem logo atrás com US$ 360 milhões e US$ 351,6 milhões, respectivamente.

Ao longo dos anos, o Kickstarter tem acumulado projetos de sucesso como o do smartwatch Pebble e do Coolest Cooler. Mas, também há milhares de empreendimentos condenados ao fracasso por não conseguirem o objetivo de arrecadação. Assim, muitos puderam ver que suas ideias eram demasiadamente ambiciosas. Para evitar fraudes, o Kickstarter começou recentemente a avaliar os projetos com mais rigor em parceria com a Comissão de Comércio Federal, que anunciou em junho que iria atrás de projetos fraudulentos que arrecadam dinheiro mas não entregam o que prometem.

O Kickstarter declarou em setembro que se considera uma corporação de utilidade pública e que procura um "impacto positivo na sociedade". A empresa quer pensar em si como uma ferramenta para o financiamento coletivo de todas as variedades de projetos. Ao contrário do Indiegogo e do GoFundMe, o Kickstarter ainda disponibiliza sua plataforma para causas filantrópicas.

Via The Verge

Fonte: http://www.theverge.com/2015/11/4/9670844/kickstarter-surpasses-2-billion-dollars-in-pledges