Jimmy lovine nega interesse da Apple na compra do Tidal

Por Redação | 15 de Setembro de 2016 às 09h46

Há meses têm surgido rumores de que a Apple estaria negociando diretamente com o rapper Jay-Z a possível compra do serviço de streaming Tidal, negócio que lhe daria uma posição bastante competitiva em relação ao Spotify, seu maior concorrente no setor musical. No entanto, parece que a compra não vai vingar mesmo.

É o que confirmou em entrevista ao site BuzzFeed News o chefe e um dos idealizadores do Apple Music, Jimmy lovine. "Nós não pretendemos adquirir quaisquer serviços de streaming", afirmou à publicação, sem negar que houveram sim algumas discussões entre as duas empresas. O comentário do empresário foi dado em resposta a uma pergunta sobre uma reportagem do Wall Street Journal, de junho, a qual especulava que a Apple estaria em negociações para adquirir o serviço de streaming.

Para dizer bem a verdade, o Tidal está indo mal das pernas em relação às finanças, o que pode ter sido culminante para a Maçã desistir do negócio. O serviço de streaming tem apenas 4,2 milhões de assinantes pagos, e sua controladora, Aspiro AB, mais do que duplicou as suas perdas no ano passado, enquanto as receitas subiram apenas 30%. Apesar do fraco desempenho, a compra do Tidal ajudaria a Apple a estreitar sua relação com alguns dos maiores nomes da música pop como Beyoncé, Rihanna e Madonna.

Já quando falamos de Spotify, para se ter uma ideia dos números de seu maior concorrente, o serviço dobrou suas receitas em 2015, e conta atualmente com 40 milhões de assinantes pagos, contra os 17 milhões de assinantes do Apple Music, de acordo com os últimos números anunciados pelas empresas.

Fontes: The Verge e BuzzFeed News

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.