Intel pode anunciar demissões de milhares de funcionários em breve

Por Redação | 15 de Abril de 2016 às 20h22
photo_camera Divulgação

De acordo com informações do site Oregonlive, fontes ligadas à indústria disseram que a Intel planeja cortar milhares de empregos neste trimestre, reduzindo de forma significativa o total de funcionários efetivos em algumas de suas unidades.

Ainda segundo os informantes, as demissões em massa devem reduzir os custos operacionais da companhia em dois dígitos. O anúncio sobre os cortes de empregos deve acontecer já na próxima terça-feira (19), logo após a empresa revelar seus resultados financeiros referentes ao primeiro trimestre de 2016.

O corte de empregos na maior fabricante de chips do mundo deve ser consideravelmente maior que os mais de mil postos eliminados no ano passado – até dezembro, a entidade tinha um total de 107 mil trabalhadores. Além disso, a redução no quadro de funcionários, que também pode incluir grandes executivos, deve ocorrer em longo prazo e durar até o final deste ano.

O principal motivo para as demissões é o declínio prolongado das vendas no mercado de PCs, que respondem por mais de 60% da receita da Intel. Como os consumidores e empresas não estão mantendo suas máquinas antigas por mais tempo, não atualizando seus computadores anualmente, a ideia da companhia seria remodelar sua força de trabalho e liderança enquanto tenta desenvolver seus investimentos em outros setores além do PC.

Outro problema enfrentado pela Intel é a crescente complexidade da tecnologia presente nos chips de computador. Isso porque está cada vez mais difícil projetar e fabricar novas gerações de microprocessadores devido seus diferentes designs, tamanhos e fins. Essas gerações estariam sofisticadas demais e não estariam acompanhando a evolução de outros componentes no mercado, o que justificaria a dificuldade da empresa em se adaptar.

Os cortes de empregos seriam uma forma da Intel em lidar com esses fenômenos e proteger sua margem de lucro. Procurada, a companhia se recusou a comentar o assunto.

Fonte: Reuters via Oregonlive

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.