Intel: memória 3D NAND alia alta capacidade e baixo custo

Por Redação | 16 de Abril de 2016 às 15h45
photo_camera PC World

Com densidade e velocidade igualmente absurdas em comparação com as tecnologias atuais, a memória 3D XPoint apresentada pela Intel certamente parece promissora. Entretanto, há pelo menos um revés da tecnologia nesse momento: seu alto custo. Para contornar a questão, a companhia apresentou também uma célula de memória de produção menos “salgada”, mas que também se vale da estrutura em múltiplas camadas para otimizar as tecnologias de armazenamento.

A intitulada 3D NAND foi apresentada por Rob Crooke durante recente edição da conferência IDF Shenzhen. Trata-se de uma memória semelhante à V-NAND, da Samsung. Utilizando um processo de fabricação que empilha matrizes NAND, a estrutura amplia simultaneamente a resistência e a capacidade de armazenamento dos chips de memória – isso enquanto utiliza um fator de forma (form factor) bastante reduzido.

32 camadas e quatro bilhões de “pilares”

Com produção orientada à busca de baixos custos produtivos, a primeira 3D NAND apresentada pela Intel possui 32 camadas que servem de abrigo para quatro bilhões de “pilares” de memórias NAND empilhadas. Como resultado, há uma capacidade bastante generosa de 384 gigabits (48 gigabytes) de armazenamento bruto por molde.

3d nand

Parece muita coisa? Bem, a Intel pretende ir ainda mais longe. Durante o referido painel, Crooke afirmou ainda que a companhia pretende produzir até o ano que vem um chip capaz de alocar 1 terabyte de informação em uma espessura de apenas 1,5 milímetro – o que possivelmente deve ser conseguido com acréscimos de camadas e com o aumento da densidade dos NAND utilizados na superestrutura, com mais “pilares”.

Até 1 PB por unidade de rack

Conforme apontou o site PC Gamer, embora a estrutura prevista para acomodar os 3D NAND não tenha sido mencionada, parece se tratar de uma M.2 2240 – com metade do tamanho das M.2 2280, tipicamente utilizadas em laptops. Como resultado, há a possibilidade de acomodar 15 terabytes de dados em um drive de apenas 2,5 polegadas.

3d nand

Entretanto, para os casos em que o espaço extra seja tolerável, é possível chegar ao valor quase obsceno de 1 petabyte por unidade de rack (rack unit). Trata-se sem dúvida de um belo horizonte tecnológico – tanto para aparelhos mobile quanto para servidores.

Via: PC World.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.