Intel apresenta novo PC on a stick e quer deixar problemas de lado

Por Redação | 08 de Janeiro de 2016 às 17h20

A ideia de “computador no palito” proposta pela Intel com o Compute Stick, um de seus principais produtos de inovação do ano passado, pode até ter parecido boa na teoria. Na prática, porém, o que chegou ao mercado foi um dispositivo que não cumpria o que prometia, cheio de problemas de processamento e quedas na conexão Wi-Fi. Uma situação que, agora, a fabricante deseja deixar de lado com a nova geração do dongle.

O anúncio foi feito na mesma semana da CES 2016, uma das maiores feiras de tecnologia do mundo, mas, estranhamente, o produto não deu as caras por lá. Em vez disso, a revelação veio por meio de comunicado à imprensa, exaltando as qualidades do dispositivo e fazendo questão de esquecer os problemas do passado.

A segunda geração do Intel Compute Stick chega rodando Windows 10 sobre um processador Core M, acompanhado de 4 GB de memória RAM em seu modelo mais avançado – existe também uma opção com 2 GB. O dongle traz uma antena Wi-Fi aprimorada, que deve trabalhar melhor que sua antecessora, bem como duas portas USB 3.0 para conexão de equipamentos, periféricos e acessórios.

É, basicamente, um computador completo, que pode ser conectado a um televisor por meio da saída HDMI, além de conectado à energia. O dispositivo é pouco maior que um pendrive, com pouco mais de 11 cm de extensão, e também possui conexão Bluetooth para que possa ser ligado sem fio a teclados e mouses. O espaço interno de armazenamento é de 32 GB.

A ideia principal da Intel com o Compute Stick é entregar um dispositivo versátil, que sirva tanto para consumo de mídia quanto para aplicações simples de trabalho e lazer. A ideia de contar com o Windows 10, em vez de um sistema operacional móvel ou proprietário, leva isso adiante. Resta saber apenas se a fabricante aprendeu com os problemas do passado e não vai repeti-los agora.

Apesar de já falar abertamente sobre configurações, a Intel não revelou a data de lançamento da nova versão do Compute Stick. Em sua geração anterior, ele custava US$ 150, aproximadamente R$ 600, e a expectativa é que esse seja também o valor do equipamento deste ano.

Fonte: Intel

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.