Intel anuncia nova série de processadores E3900 para Internet das Coisas

Por Redação | 26.10.2016 às 10:21

A Intel anunciou nesta terça-feira (25) aquela que aparentemente é sua maior empreitada no ramo da Internet das Coisas: a série de chips processadores Atom E3900.

Fortemente baseados na geração Goldmont de CPUs Atom, os E3900 chegam como uma reafirmação do comprometimento da fabricante norte-americana para com o segmento de Internet das Coisas - que já figura como o terceiro maior negócio nas contas da empresa.

Voltando à nova série de CPUs, os E3900 são voltados para dispositivos de IoT mais robustos, que consomem de 6W a 12W e demandam por mais poder de processamento. Para tanto, a empresa oferecerá opções de chip com dois ou quatro núcleos de processamento e 12 ou 18 unidades de execução Gen9. Tais características são compartilhadas por praticamente todos os chips, que apresentam variantes personalizadas para a finalidade do dispositivo.

Nova tecnologia permite que dispositivos se comuniquem entre si em apenas 1 microssegundo

Nova tecnologia permite que dispositivos se comuniquem entre si em apenas 1 microssegundo (Reprodução: Intel)

No caso dos chips voltados para equipamentos de segurança e rede, a Intel equipou os chips com a Trusted Execution Technology. Dessa forma, os dispositivos têm uma camada de proteção a mais para lidar com ataques externos. Já os chips voltados para dispositivos que precisam manter contato uns com os outros constantemente contam com uma nova tecnologia chamada Time Coordinated Computing Technology, que permite que um E3900 leve apenas 1 microssegundo para contatar outro.

Ao todo, a Intel ofertará três modelos diferentes de Atom E3900. Dado seu alto consumo energético, os chips são voltados especificamente para dispositivos vestíveis ou que demandam alguma espécie de inteligência adicional. Nas palavras da empresa, a ideia é que, com este anúncio, passemos a ver mais dispositivos IoT realmente inteligentes, capazes de processar dados antes de enviá-los ao invés de recorrer a uma CPU externa para isso. E esse não é o único esforço da empresa nesse sentido.

Ao todo, três modelos diferentes da linha Atom E3900 serão comercializados pela Intel. Foco são a indústria, setor automotivo e de vídeo

Ao todo, três modelos diferentes da linha Atom E3900 serão comercializados pela Intel. Foco são a indústria, setor automotivo e de vídeo (Reprodução: Intel)

Ao lado dos E3900, ela também anunciou um punhado de bibliotecas de software que ajudarão desenvolvedores a tirarem melhor proveito dos chips. Além disso, a previsão é que já no primeiro semestre do ano que vem seja lançada a série A3900, voltada especificamente para carros conectados - evidenciando a importância da indústria automobilística para a Intel neste momento.

Via Anandtech