Infraestrutura de TI na nuvem cresce 14,5% no segundo trimestre

Por Redação | 05 de Outubro de 2016 às 11h12

A crescente adoção das empresas por tecnologias de cloud computing no mundo todo fizeram com que as receitas do mercado de infraestruturas de TI na nuvem aumentassem 14,5% no segundo trimestre deste ano, atingindo US$7,7 bilhões, de acordo com dados da IDC.

A pesquisa inclui receitas de vendas de servidores, armazenamento e switch Ethernet para nuvem pública e privada. É interessante também perceber que a fatia das vendas de infraestrutura de TI na nuvem (por oposição a TI tradicional) cresceu para 34,9%, contra os 30,6% de há um ano. Já aTI tradicional caiu 6,1%, uma tendência continuada. A nuvem pública é mais popular, com um total de US$4,6 bilhões e uma subida de 14,9%; já a nuvem privada progrediu 14% para US$3,1 bilhões.

Considerando as fabricantes do setor, a Hewlett-Packard Enterprise (HP) voltou a liderar o mercado, com 16,4% de participação e um crescimento de 14,4% em relação ao mesmo trimestre de 2015. A Dell aparece em segundo, com 13,1%, mas um crescimento bem maior que a líder – 48,2%. Em seguida estão a Cisco (11%), EMC (7%) e Lenovo (3,3%), NetApp (3,3%), IBM (3%), Huawei (2,9%) e Inspur (2,5%).

“Como esperado, as implantações de hiperescala abrandaram no segundo trimestre. Mas as implantações de pequenos e médios provedores de serviços na nuvem mostraram forte crescimento, tal como desenho de nuvens privadas”, explica Kuba Stolarski, diretor de pesquisa para plataformas computacionais da IDC.

Do ponto de vista regional, as receitas de provedores cresceram mais rapidamente na América Latina, com alta de 44%. Segue-se a Europa Ocidental, com 41,2%, Japão com 35,4%, Canadá com 21,8%, Europa de Leste e Central com 21%, Oriente Médio e África com 16,8% e Ásia Pacífico com 15,8%. Os Estados Unidos ficaram em último, com 6,7%.

Fonte: BitMagazine

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.