Indonésia vai investigar suposto caso de sonegação fiscal pelo Google

Por Redação | 15.09.2016 às 16:40

O órgão da receita da Indonésia investigará a Alphabet por suspeitas de sonegação de "bilhões" de dólares em impostos, afirmou um oficial do Ministério das Finanças do país nesta quinta-feira (15).

De acordo com Muhammad Hanig, o Google teria recusado cooperar com as autoridades locais, que pediram acesso aos registros fiscais da empresa em abril. A investigação contra o escritório local da companhia deverá ser lançada até o final do mês.

O governo indonésio suspeita que o Google não teria pago impostos sob grande parte de suas receitas com publicidade digital no país. A estimativa é que apenas 4% das receitas totais geradas na Indonésia foram taxadas, uma quantidade considerada "injusta" pelo ministério.

O único problema, por enquanto, é que o próprio governo indonésio ainda não parece ter chegado a uma conclusão de quanto o Google estaria realmente devendo. Enquanto o Ministério das Finanças coloca o valor na casa dos "bilhões", o Ministério das Comunicações afirma que todo o mercado de publicidade digital do país girou "apenas" US$ 800 milhões no ano passado - uma discrepância que ainda não foi explicada pelas agências.

Em um e-mail a Reuters, um porta-voz do Google Indonésia afirmou que a organização "continua a cooperar com autoridades locais e paga todas as taxas aplicáveis".

Além do Google, a Indonésia também pediu para analisar registros dos escritórios locais do Yahoo, Twitter e Facebook - que já entregaram os documentos, segundos as autoridades. Supostamente, as investigações do governo indonésio seriam motivadas pelo período de dificuldades econômicas que afeta o país, que perdeu parte de sua receita com a queda de preços globais de commodities exportadas.

Fonte: Reuters