Impasses nas negociações dificultam venda do Here Maps

Por Redação | 10 de Julho de 2015 às 18h06

O serviço de mapas da Nokia, o Here Maps, está em evidência há alguns meses quando diversas empresas se interessaram em sua possível aquisição. Segundo diversos rumores, muitos surgiram como potenciais compradores, incluindo empresas de renome como Uber, BMW, Audi, entre outras. Muitas das empresas interessadas queriam inserir o serviço em suas vertentes de negócio, para completá-las. No entanto, apesar das sondagens, parece que nenhuma proposta efetiva que agrade a Nokia foi oferecida.

Parece que atualmente um grupo de fabricantes de automóveis alemão (Daimler, Volkswagen e BMW) é o mais provável comprador do serviço. Mas, segundo fontes próximas das negociações, as conversas não estão acontecendo conforme o esperado pelas duas partes.

A iniciativa da Nokia de vender o Here Maps aconteceu no mesmo período em que a empresa anunciou a compra da Alcatel-Lucent por € 16, 6 bilhões (R$ 54 bilhões). Muitos especulam que o dinheiro da venda do serviço de mapas seria destinado a cobrir gastos envolvendo a aquisição da empresa francesa.

A verdade é que a maioria dos interessados em adquirir o Here Maps está desistindo, em parte, por causa das condições que a Nokia está impondo para liberar seu serviço de mapas. Neste momento, de acordo com fontes ligadas ao processo de negociação do grupo alemão com a empresa finlandesa, as condições de venda são o principal empecilho. Tais fontes revelaram ainda que as negociações chegaram em um impasse, com ambas as partes envolvidas não dispostas a ceder em suas condições.

O motivo principal do impasse seria o preço que a Nokia está pedindo pelo Here. Mas, sendo atualmente os únicos interessados na compra do serviço, o grupo alemão está disposto a negociar um valor abaixo do pedido pelo serviço. Por outro lado, as fabricantes alemãs são uma das principais clientes da Nokia em seu serviço de mapas, sendo que a migração para serviços rivais seria um grande golpe para a empresa finlandesa.

Vale lembrar que após a aquisição do serviço de mapas do Bing, o Uber desistiu completamente do negócio. Os analistas estimam que o Here Maps custe em torno de 2 a 4 bilhões de dólares, um valor que os interessados não estão dispostos a pagar.

Via Pplware

Fonte: http://pplware.sapo.pt/informacao/venda-do-here-maps-nao-esta-a-correr-como-esperado/

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.