IDF 2015: Intel aposta em dispositivos mais inteligentes e conectados

Por Joyce Macedo | 18 de Agosto de 2015 às 18h46

Uma pesquisa recente apontou que dispositivos, conectividade e serviços de tecnologia da informação irão compor a maior parte do mercado de Internet das Coisas em 2020, e parece que a Intel está de olho nessa tendência. Durante a apresentação de abertura do Intel Developer Forum (IDF) 2015, o CEO da empresa, Brian Krzanich, dedicou um tempo para falar apenas de dispositivos mais inteligentes e conectados.

O executivo falou sobre a evolução da tecnologia e a crescente personalização da computação, mas enfatizou a importância da Internet das Coisas para o futuro do setor e também apresentou alguns novos produtos criados em parceria com outras empresas.

Espelho inteligente

IDF 2015

Imagem: Reprodução / Anandtech

Um dos produtos apresentados por Krzanich foi um espelho inteligente, chamado "Memory Mirror", que promete uma experiência de compra virtual extremamente interessante. Funciona da seguinte forma: um monitor funciona como um espelho virtual, onde o usuário pode pegar um casaco, por exemplo, e escolher entre diferentes cores no próprio display e ver qual combina mais com o seu estilo.

Mas não é só isso, o Memory Mirror também é capaz de verificar se o consumidor é homem ou mulher e ainda guardar informações de preferência, oferecendo à empresa dona do espelho um farto banco de dados sobre os gostos e estilos dos seus clientes. O dispositivo foi criado em parceria com a MemoMi e já está sendo utilizado em três lojas Neiman Marcus, uma delas em São Francisco, Califórnia, onde acontece o IDF 2015.

Cuidando das crianças

IDF 2015

Imagem: Reprodução / Anandtech

Outra invenção que ganhou destaque na abertura do IDF 2015 foi um dispositivo chamado Baby Seat Clip, desenvolvido pela Nabi. O clipe fica preso à cadeirinha de bebês e, graças aos seus sensores, evita que os pais esqueçam acidentalmente seus filhos no banco de trás do carro, por exemplo. Os sensores se comunicam com o smartphone dos pais para emitir alertas quando eles se distanciarem demais da criança. A novidade estará disponível em 2016.

Máquinas de vendas automáticas (Vending Machines) do futuro

IDF 2015

Imagem: Reprodução / Anandtech

Uma parceria com a N&W Global Vending, líder mundial na produção de vending machines de lanches e de bebidas, resultou na criação de uma máquina de vendas automáticas ainda mais inteligentes. O vidro frontal da máquina é um visor que pode ficar transparente (com imagens capturadas na parte interna do aparelho) ou mostrar algum vídeo.

Uma câmera presente na parte externa do visor permite reunir dados demográficos ao estimar a idade e o sexo dos consumidores que a utilizam. Isso ajudará os comerciantes a escolher melhor quais produtos colocar dentro das máquinas. Além disso, a câmera com tecnologia RealSense, da Intel, permite que as pessoas realizem suas compras sem apertar nenhum botão, apenas fazendo gestos – uma boa alternativa para ambientes como hospitais. De acordo com a Intel e a N&W, 5 mil unidades das novas Vending Machines inteligentes estarão no mercado até 2016.

Segurança e conectividade

Tantos dispositivos diferentes exigem uma ótima conexão, certo? Por isso, o CEO da Intel completou seu discurso dizendo que a empresa está construindo redes e modems 5G para ajudar a colocar todos esses novos dispositivos on-line em qualquer lugar.

Em relação à segurança, a Intel também anunciou nesta terça-feira (18) a criação de um novo protocolo chamado Enhanced Privacy Identification (EPID) que tornará as transações e comunicações da Internet das Coisas mais seguras, começando no nível do chip.

IDF 2015

Imagem: Reprodução / Anandtech

A maioria dos dispositivos conectados relacionados à Internet das Coisas faz parte do nosso cotidiano e muitas vezes carrega informações delicadas. A possibilidade de serem hackeados é totalmente assustadora, pois poderia trazer grandes problemas. A tecnologia EPID irá oferecer segurança criada no nível mais profundo do hardware do sistema.