IBM investe e expande serviços para competir no mercado de computação em nuvem

Por Redação | 30 de Junho de 2015 às 09h02

Pesquisadores e engenheiros da IBM começaram a traçar novos planos para seus produtos e a melhorar o conhecimento dos seus profissionais. Para isso, visitas frequentes estão sendo feitas à sede da parceira SoftLayer, em Dallas no Texas.

A ampliação das receitas nesta área é fundamental para a norte-americana, pois ela já tentou impulsionar as vendas e operações de computação em nuvem e análise de dados para compensar a queda nas operações das divisões de serviços e hardware e a perda de receita e frutos de desinvestimentos - o que não deu muito certo.

Agora, a Big Blue planeja lançar recursos para oferecer aos clientes uma maior flexibilidade e controle sobre a conexão de redes de computadores dentro da nuvem da empresa. A ideia é que os clientes possam trocar endereços de internet dos computadores, além de migrar uma carga de trabalho de uma máquina para outra enquanto ele está em execução e fazer a personalização da estrutura de suas redes.

Esse movimento só é possível graças à aquisição da unidade da SoftLayer de Armon, em Nova Iorque. A IBM desembolsou aproximadamente US$ 2 bilhões e agora quer competir de igual para igual com a Amazon, Google e Microsoft, fazendo da SoftLayer a base da sua infraestrutura de operações na nuvem.

A SoftLayer também planeja abrir um centro de dados em São Paulo, estudando uma possível inauguração de uma base na Índia. De acordo com executivos da IBM, estes acontecimentos devem permitir o direcionamento dos clientes de maior dimensão de maneira mais rápida e fácil.

Fonte: Bitmag

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.