IBM e Cisco firmam parceria para acelerar Internet das Coisas

Por Redação | 02.06.2016 às 13:21

A IBM está investindo pesado em seu novo produto de inteligência artificial, o Watson, e no mercado de Internet das Coisas como parte de sua estratégia para conseguir novas fontes de receitas. Para alavancar seus interesses, a empresa anunciou uma parceria com a Cisco para levar a tecnologia Watson para a arquitetura da Cisco. O objetivo é fornecer serviços de análise para redes de dispositivos autônomos conectados.

Harriet Green, executiva do IBM Watson IoT, afirmou que não existem ofertas financeiras diretas entre as duas empresas ou alguma meta de investimentos. Em vez disso, tanto a Cisco como a IBM irão trabalhar para trazer novos negócios para o mercado de Internet das Coisas, o que poderá gerar uma coalizão de negócios entre as empresas. Green disse que a IBM e a Cisco tentarão aprimorar a conectividade da ampla gama de dispositivos da Internet das Coisas, incluindo dispositivos aéreos não tripulados em locais remotos de maneira mais eficiente.

"Nós temos um foco no Watson como um sistema baseado na nuvem para determinados clientes com operações remotas ou autônomos", disse ela. "O transporte, mineração e muitas outras indústrias operam com base em redes de computadores, onde a largura de banda pode ser cara ou não confiável." Este é o lugar onde as soluções de analytics da Cisco devem ser importantes na parceria com a IBM. A ideia das empresas é inserir a tecnologia Watson em roteadores e switches que já executam as soluções de analytics da Cisco. Assim, será possível recolher e entregar dados precisos em tempo real.

Tal união pode ser utilizada para gerenciar melhor os dispositivos conectados e obter maior número de dados pela rede da Internet das Coisas da IBM, onde os dispositivos ajudarão a treinar e alimentar a inteligência artificial do Watson. Green acrescenta que o acordo entre a Cisco e a IBM não é exclusivo, mas o primeiro do seu tipo que ajudará na expansão da Internet das Coisas.

Para a Cisco, o acordo deverá ajudar a impulsionar a venda de seus roteadores. No ano passado, a empresa fechou um acordo com a Ericsson para que juntas pudessem desenvolver e vender produtos em toda suas linhas de negócios. Para a IBM, a parceria será importante para a construção de melhores serviços para a Internet das Coisas.

Via TechCrunch