IAs substituirão humanos no varejo mais cedo do que a gente pensa

Por Redação | 01 de Setembro de 2017 às 18h45

Há um certo tempo viemos acompanhando estudos e previsões de que as máquinas e sistemas de inteligência artificial tomarão o emprego de humanos em diversas áreas de atuação. Apesar de parecer roteiro de ficção científica, ou teoria da conspiração, esse futuro acontecerá, de fato, e talvez as coisas comecem a mudar consideravelmente muito antes do que imaginamos.

Um estudo conduzido nos Estados Unidos, chamado “Technology at Work”, traz diversos dados elaborados por especialistas no assunto, com a previsão de que essa mudança no mercado de trabalho e, especificamente, no segmento varejista, será algo impactante de verdade.

Do ponto de vista do consumidor, essa mudança pode acontecer para melhor. Afinal, as pessoas que trabalham com vendas e atendimento ao público costumam ter elevados níveis de estresse por conta de tantas interações com clientes nada educados. Ao serem atendidos por máquinas e sistemas automatizados, a questão da baixa produtividade ou até mesmo brigas com clientes serão eliminadas.

Contudo, ao se pensar pelo ponto de vista das milhares de pessoas que dependem do comércio para viver, já que não conseguem emprego em outras áreas, a coisa pode preocupar um tanto. Mas, basta que elas não deixem o desespero tomar conta e ter ideias de como garantir um emprego nesse cenário futurista que está por vir. Cursos de especialização, ou mudança de área são algo a se considerar.

Além disso, ainda que as grandes redes varejistas substituam o atendimento humano pelos automáticos, a necessidade de se ter pessoas trabalhando no local continuará existindo, ao menos por um bom tempo. Isso porque muitos clientes não aceitarão tratar de determinados problemas com robôs, preferindo um ser humano, e pessoas responsáveis por garantir o bom funcionamento dos sistemas automatizados precisarão trabalhar ali.

Fonte: TheNextWeb