iPhones representaram 50% das vendas de celulares no final de 2014

Por Redação | 23 de Janeiro de 2015 às 18h09
photo_camera Divulgação

Uma nova pesquisa veio para confirmar um aspecto que muita gente já esperava, e que vinha aparecendo até mesmo em expectativas oficiais da Apple. De acordo com a consultoria Consumer Intelligence Research Partners, 50% de todos os telefones ativados nos Estados Unidos durante o terceiro trimestre de 2014 foram iPhones, com grande dominação dos recém-lançados modelos 6 e 6 Plus.

Em segundo lugar vem a Samsung, com a soma de todos os seus modelos gerando 26% das vendas, com destaque para o Galaxy S5. Em terceiro ficou a LG, com 11%, enquanto nenhuma das outras fabricantes foi capaz de atingir uma parcela maior do que 5% e, sendo assim, não tiveram seus nomes revelados no estudo. Os números foram publicados pelo CNET.

No total, mais de dois terços do mercado americano estão dominados pelas duas maiores fabricantes do mercado atual. Na conclusão da Consumer Intelligence, o panorama é bastante complicado para qualquer outra empresa que queira se aventurar por lá. São números como o do levantamento atual que explicam, por exemplo, porque poucas companhias que ainda não se aventuraram no Ocidente, principalmente chinesas, têm resistência em lançar seus produtos nos Estados Unidos.

Mais do que isso, os dados também mostraram certa fidelidade entre os usuários de produtos da Apple, principalmente. 86% daqueles que ativaram um novo iPhone no período compraram um novo modelo em substituição a um antigo, também da Maçã, enquanto todo o restante confirmou estar mudando de um aparelho da Samsung para os smartphones da empresa de Cupertino.

A expectativa da empresa, agora, é de uma redução no movimento para o primeiro trimestre de 2015. A tendência é que as vendas de smartphones caiam neste período, na ressaca das vendas de final de ano e, também, enquanto os usuários mais aficionados já se preparam para os novos anúncios. O movimento retoma sua temperatura alta, normalmente, no segundo trimestre do ano, quando a Samsung dá a largada com a revelação do novo modelo da linha Galaxy S.

Apesar disso, a Consumer Intelligence não espera ver uma mudança no balanço de poder entre a marca coreana e a Apple tão cedo, nem um crescimento significativo das empresas “menores”. Muito pelo contrário, a expectativa é que as duas continuem dominando completamente o mercado, enquanto o crescimento de uma, invariavelmente, vai significar a queda no market share daquelas que estão mais abaixo no ranking.

A pesquisa foi feita com 500 pessoas nos EUA, entre a última semana de dezembro de 2014 e a primeira de janeiro deste ano, e foi referente a todos os aparelhos ativados entre outubro e o período do levantamento.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.