HTC tem queda de valor de mercado após péssimos resultados financeiros

Por Redação | 10 de Agosto de 2015 às 14h09
photo_camera Divulgação

Nesta segunda-feira (10) o valor de mercado da HTC caiu para bilhão, levemente abaixo da disponibilidade em caixa registrada no final de junho de bilhões. Isso significa que a valorização global passou a ser menor do que as reservas financeiras que a empresa possui, confirmando um valor abaixo de zero da marca. Do ponto de vista dos investidores, eles não acreditam mais que a marca, os edifícios e a fábrica da companhia taiwanesa tenham tanto valor.

De acordo com o analista da Sinopac Financial Holdings, Calvin Huang, para os acionistas o único ativo de valor da HTC é o seu dinheiro. "A maior parte dos outros ativos não é contabilizada na valorização, porque há mais depreciações a caminho", explicou.

A forte concorrência de companhias como a Apple e a Samsung tem feito com que a HTC passe por momentos complicados por ter perdido espaço em participação de mercado. No segundo trimestre do ano, a empresa registrou um prejuízo com uma queda significativa de 49,3% nas receitas em comparação com o mesmo período de 2014. Este, na realidade, foi um dos piores períodos da história da empresa. Para o próximo trimestre, a expectativa é que as vendas continuem ruins, com projeções que indicam que serão 48% menores do que as estimativas de especialistas.

Fazendo uma análise mais prolongada, desde setembro de 2011, a HTC registra uma queda nas vendas de 75%. Por conta disso, funcionários já foram despedidos, reestruturações foram feitas e a companhia passou a trabalhar com um portfólio mais enxuto de modelos de smartphones.

O vice-presidente financeiro da empresa, Chialin Chang, declara confiança quanto as medidas tomadas e que elas surtirão o efeito esperado para o início de uma recuperação. Em controvérsia, o analista do Deutsche Bank, Birdy Lu, argumentou de maneira pessimista sobre o futuro da HTC. "Consideramos que estes esforços não são suficientes para mudar a HTC nos próximos dois anos", afirmou.

Nenhuma das 22 empresas especializadas em análise e consultoria de mercado indicam comprar ações da HTC no momento. Levando em consideração os números atuais, a HTC não deve apresentar lucro novamente até o início de 2017.

Fonte: Bloomberg

Fonte: http://www.bitmag.com.br/2015/08/htc-nao-vale-nada-para-os-investidores/

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!