HTC registra segunda perda líquida nos lucros em 2015

Por Redação | 05.10.2015 às 17:56
photo_camera Divulgação

Não é de hoje que a situação financeira da HTC passa por turbulências. E mesmo com o anúncio de excelentes smartphones, como o One ME e o J Butterfly, a companhia taiwanesa enfrenta uma segunda grande perda líquida em seus lucros neste ano.

De acordo com o relatório financeiro referente ao terceiro trimestre, a empresa até conseguiu alcançar um certo lucro no primeiro trimestre de 2015, mas não foi suficiente para bancar os cerca de US$ 138 milhões em receita perdidos nos últimos três meses.

Há um ano, a HTC ainda era capaz de registrar um lucro líquido, mesmo sendo de "apenas" US$ 19,7 milhões. Para efeito de comparação, essa receita caiu quase pela metade neste ano, atingindo US$ 658 milhões, contra US$ 1,29 bilhão do terceiro trimestre de 2014.

A queda nas vendas dos produtos da HTC foi aumentando ao longo dos últimos quatro anos, principalmente com o lançamento de aparelhos de marcas famosas, como Apple e Samsung. Além disso, a entidade viu suas concorrentes asiáticas crescerem ainda mais, entre elas a Huawei, Lenovo e Xiaomi, tornando o mercado mais competitivo.

"O negócio de smartphones da HTC se deteriorou de forma drástica ao longo dos últimos trimestres. A itensidade no mercado, o domínio da Apple e a ascendência das fabricantes chinesas de celulares têm feito suas vítimas", destaca Ben Wood, diretor da empresa de pesquisa CCS Insight.

Em junho, quando a empresa registrou seu primeiro prejuízo líquido do ano, suas ações caíram 10%. Dois meses depois, a HTC deixou o índice das 50 empresas mais valorizadas de Taiwan. Soma-se a isso o fato de que, mesmo apresentando bons dispositivos com custo-benefício, a HTC não conseguiu conquistar um público fiel. Para se ter uma ideia, em 2011 a corporação detinha 10,7% do mercado mundial de smartphones. Hoje, essa estimativa é inferior a 2%.

Falando nos modelos lançados pela HTC, quase todos os dispositivos são voltados para o mercado high-end. Desde o lançamento do HTC One, a companhia tem sido muito elogiada pela fabricação de alguns dos melhores aparelhos com sistema operacional Android. Contudo, a parcela de compradores que possuem um gadget da taiwanesa diminuiu também devido a estratégias adotadas por outras empresas. Em especial a Samsung, que optou por lançar duas versões do Galaxy S6 (a tradicional e a S6 Edge) para atrair usuários que preferem tanto telas menores quanto maiores.

Vale lembrar que, em agosto, a HTC anunciou que vai cortar 15% de sua força de trabalho e reduzir os custos operacionais em 35%.

Fonte: CNET