HTC planeja lançar sete smartphones topo de linha ainda este ano

Por Redação | 17.02.2017 às 07:08

Que a HTC vem lutando há tempos para permanecer viva no mercado de smartphones, disso tudo mundo sabe. Porém, agora a companhia parece ter adotado uma nova estratégia para aumentar suas receitas, resolvendo deixar de lado a quantidade e abraçar de vez a qualidade.

Por anos a fabricante taiwanesa atuou nas três frentes do mercado de smartphones, com opções de entrada, intermediária e topo de linha. O problema é que tudo isso vinha custando mais dinheiro do que ela podia arrecadar. Para conter a sangria de dinheiro, numa reunião com acionistas nesta semana, a HTC abriu o jogo e disse que está concentrando seus esforços apenas no mercado topo de linha.

A ideia é que neste ano cheguem ao mercado seis ou sete flagships com a marca taiwanesa. No mês passado a própria HTC confirmou que o HTC U Ultra e o U Play estão a caminho, o que nos leva a concluir que pelo menos mais quatro ainda não foram anunciados.

É bastante provável que tenhamos um HTC 11 saindo do forno em breve, dando sequência ao ótimo HTC 10. Já o futuro da linha Desire é incerto, já que ela abraçava os segmentos de entrada e intermediário. Fora isso, ninguém sabe exatamente quais outros aparelhos estão vindo aí.

A decisão da HTC de abandonar as camadas mais baixas do mercado de smartphones não surpreendeu analistas, que já esperavam por ela há mais tempo. Saindo de cena nesses segmentos, a fabricante deixa claro que agora o foco não é quantidade, volume de vendas, mas sim a rentabilidade dos flagships para arrecadar mais vendendo menos. Se ela vai dar certo, ninguém sabe e só o tempo dirá.

Fonte: HTC (PDF), HTC Source