HP compra divisão de impressoras da Samsung por US$ 1,05 bilhão

Por Redação | 12 de Setembro de 2016 às 08h38
photo_camera HP / The Wall Street Journal

Para expandir seus negócios na área de cópia e impressão, a HP comprou a divisão de impressoras da Samsung por US$ 1,05 bilhão. A transação ainda precisa de aprovação, mas deve ser finalizada em até doze meses de acordo com a própria companhia. Depois de finalizado o negócio, a Samsung ainda se comprometeu a investir de US$ 100 milhões a US$300 milhões na HP por meio de ações de mercado aberto.

No segmento de impressoras de mesa, a HP é líder de mercado e, apesar de também vender outros produtos como computadores e tablets, tem sua maior fonte de lucro vinda de toners e tintas para impressão, além das próprias impressoras.

Por conta da digitalização de documentos, o setor não tem crescido muito e os usuários tem imprimido cada vez menos. A HP revelou que a receita relacionada a tintas e toners caiu 18% no terceiro trimestre em relação ao mesmo período do ano anterior, enquanto as vendas de impressoras despencaram 10%.

O chefe executivo da HP Dion Weisler disse que espera um crescimento na receita pela combinação de impressoras um pouco maiores, que imprimam em tamanho A3, por exemplo. A Samsung possui máquinas que fazem esse tipo de impressão e que também estão inclusas na transação.

O negócio dará à norte-americana o controle do mecanismo para impressões a laser desenvolvido pela asiática. Até o momento, a companhia utilizava fornecedores externos para esse tipo de componente.

O presidente do departamento de imagem e impressão da HP, Enrique Lores, apontou que a aquisição pode ao mesmo tempo aumentar os lucros e ajudar na evolução das impressoras a laser da empresa. "Você tem controle sobre toda a tecnologia (...) Isso é muito, muito importante", declarou.

Cerca de 6.500 patentes da Samsung relacionadas a impressão estão inclusas no acordo e cerca de 6 mil funcionários da Samsung se juntarão ao time da HP, incluindo mil e quinhentos engenheiros, segundo Lores. "Nós vemos a HP como um consolidador no mercado" disse. "Queremos incentivar esta consolidação e fazê-la acontecer".

Fonte: The Wall Street Journal

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.