HP anuncia nova rodada de demissões que podem chegar a 30 mil empregos

Por Redação | 16 de Setembro de 2015 às 13h00
photo_camera BRUNO HYPOLITO / CANALTECH

A Hewlett-Packard anunciou nesta terça-feira (15) mais uma rodada de demissões globais. A companhia planeja cortar de 25 a 30 mil postos de trabalho, uma vez que a empresa prepara para dividir-se em duas companhias de capital aberto. As novas demissões devem chegar a cerca de 10% da força de trabalho global da companhia, que hoje é composta por cerca de 300 mil funcionários.

O setor que mais sofrerá com o impacto das demissões será o grupo de serviços da empresa, que concentra a tecnologia em nuvem e segurança cibernética. Os cortes de empregos são parte do programa de reestruturação da HP esperado para reduzir os custos anuais da empresa que giram em torno de US$ 2,7 bilhões.

"Essas atividades permitirão uma estrutura de custos mais competitiva e sustentável para a nova empresa Hewlett Packard", afirmou em um comunicado a CEO da HP, Meg Whitman. "Nós fizemos uma quantidade significativa de trabalho ao longo dos últimos anos para retirar os custos e simplificar os processos. Essas ações finais irão eliminar a necessidade de qualquer futura reestruturação corporativa".

Os novos cortes vão além dos 55 mil postos de trabalho que a HP anunciou em agosto que planejava eliminar. Desde que Whitman assumiu a HP em 2011, houve várias rodadas de demissões na empresa, incluindo 39 mil anunciadas em 2013 e 16 mil anunciadas no ano passado.

A HP está se preparando para a divisão da empresa em duas companhias distintas. Isso deverá acontecer em novembro, com a Hewlett Packard Enterprise focada em servidores e serviços de operações, enquanto a HP Inc. irá vender produtos de crescimento mais lento, tais como PCs e impressoras. A expectativa é que a separação ajude a Hewlett Packard a competir melhor com Amazon, Google, IBM e Microsoft nos negócios que estão apresentando rápido crescimento no mercado global. O acesso a servidores e serviços de armazenagem de dados está em alta e deve ser aproveitado pela empresa para acelerar o crescimento. De acordo com a IDC, o mercado de cloud computing também está aquecido, e estima-se que ele movimente US$ 70 bilhões este ano.

A Hewlett Packard Enterprise, que está prevista para começar a operar em 1º de novembro na Bolsa de Nova York sob o símbolo "HPE", espera obter mais de US$ 50 bilhões em receita anual. "A Hewlett Packard Enterprise será menor e mais focada do que a HP é hoje, nós vamos ter um portfólio amplo e profundo", disse Whitman.

As demissões irão resultar em despesas na faixa de US$ 2,7 bilhões que começarão a aparecer no quarto trimestre fiscal da HP. A Hewlett Packard Enterprise também pretende reduzir gastos de US$ 700 milhões por realinhar estratégias imobiliárias e outras carteiras.

Via CNET

Fonte: http://www.cnet.com/news/hp-plans-to-cut-another-25000-to-30000-jobs/#ftag=CAD590a51e

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.