Homem processa Uber por conta de bug que causou seu divórcio

Por Redação | 09 de Fevereiro de 2017 às 00h34

O Uber se mete em tudo quanto é tipo de confusão, mas levar a culpa por um divórcio deve ser a primeira vez. Um executivo francês resolveu acusar o serviço de caronas pagas como o responsável pelo término de seu casamento e está pedindo uma indenização de US$ 45 milhões em danos morais. Tudo por conta de um bug que, supostamente, permitiu que sua mulher o seguisse e descobrisse a traição.

Segundo o jornal francês Le Figaro, o homem afirma que a falha no serviço fez com que o aplicativo enviasse notificações e revelasse detalhes do seu trajeto pelo mapa, tudo diretamente no celular da sua esposa. Ainda não ficou claro, no entanto, o que teria causado esse bug, mas provavelmente o homem deve ter chamado um carro do Uber pelo dispositivo da mulher, ou usado o smartphone dela em outras corridas, o que acabou revelando tudo sobre cada viagem que fazia pelo aplicativo.

Após toda a confusão, que vai parar na justiça, um porta-voz do Uber se negou a comentar o caso, dizendo ao Le Figaro que "o Uber não comenta publicamente os casos individuais de seus clientes, principalmente aqueles que envolvem divórcio". A primeira audiência para definir o resultado da ação vai ocorrer no fim deste mês.

Essa não é a primeira vez que o Uber se envolve em encrencas relacionadas a espionagem (por ter revelado "sem querer" a trilha de alguém a quem não deveria). Em dezembro, a companhia foi acusada de abuso de poder, por monitorar o paradeiro de celebridades e políticos que usavam o aplicativo.

Via Business Insider