HoloLens deverá custar mais de US$ 400, diz executivo da Microsoft

Por Redação | 04 de Maio de 2015 às 11h52

Enquanto muita gente aposta na realidade virtual como o futuro dos jogos, a Microsoft veio com outra novidade para surpreender todo mundo. Anunciado no início deste ano, o HoloLens é a principal aposta da empresa ao fazer com que os hologramas sejam uma realidade com seus novos óculos. Mas quanto isso custaria para o público?

Embora a empresa não tenha entrado em detalhes de lançamento e muito menos comentado sobre o preço do produto, algumas suposições já começaram a surgir por aí. Tanto que o jornal The New York Times conversou com vários executivos da companhia e todos eles parecem estar certos de que o acessório não será tão acessível quanto muitos esperam.

Tanto que a principal aposta da publicação é que os hologramas cheguem às nossas vidas custando mais de US$ 400, ou seja, acima dos R$ 1,2 mil por aqui no Brasil. Apenas para ter uma ideia, esse valor estimado é maior do que o preço atual de um PlayStation 4 ou de um Xbox One. E a razão para isso é bem simples: toda a tecnologia envolvida no HoloLens não é barata e, para que ele funcione do modo esperado, o bolso terá que sofrer.

Exemplo disso é a própria comunicação do acessório com os dispositivos compatíveis. Como lembrou o vice-presidente de dispositivos de nova geração da Microsoft, Todd Holmdahl, o HoloLens já usa uma tecnologia bem complexa e ainda vai se comunicar com o Windows 10 sem precisar de um único fio, o que faz com que o custo de produção seja bem maior do que muitos esperam.

E isso pode ser um problema terrível para a fabricante após o lançamento do produto. O que vai determinar o sucesso de um lançamento como esse não é o fator novidade, mas o seu apelo com o público e isso é feito tanto com o preço, que deve ser acessível, quanto com funcionalidades que realmente justifiquem a aquisição.

Assim, como a Microsoft planeja fazer com que as pessoas invistam um valor tão salgado quanto o que é previsto? Segundo o NYT, os óculos podem chegar às lojas custando mais de US$ 400 e isso certamente vai assustar muitos consumidores.

Uma das apostas da empresa é o próprio Minecraft, tanto que muitos acreditam que o potencial do título para a nova tecnologia foi um dos motivos que fizeram a companhia comprar a Mojang, responsável pelo game, no ano passado. Não foi à toa que o jogo apareceu no vídeo de demonstração do HoloLens.

No entanto, será que isso é o suficiente para fazer as pessoas investirem em algo tão caro assim? É claro que o Windows 10 vai trazer várias outras funcionalidades bem mais variadas para o acessório, mas ainda não vimos nada que possa justificar o suposto preço.

Via: The New York Times

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.