HMD assume desafio de reinserir a Nokia no mercado de smartphones

Por Redação | 23 de Maio de 2016 às 19h05

A empresa finlandesa HMD, que recentemente anunciou a compra dos direitos de uso da marca Nokia, tem um grande desafio à frente. Nos próximos três anos, a empresa pretende investir US$ 500 milhões em marketing de celulares e tablets Nokia, focando mercados secundários onde a presença da Samsung e da Apple é mais fraca.

Em 2014, a Microsoft comprou a Nokia na tentativa de alavancar a marca, que já estava com dificuldades de acompanhar o ritmo de inovação no mercado de smartphones. No entanto, isso não aconteceu como previsto. Com a entrada da HMD, a Nokia vai deixar de tomar a dianteira na missão, porém, vai receber os royalties pela marca e pela propriedade intelectual dos produtos lançados. Dessa forma, o "trabalho pesado" ficará para a HMD que se responsabilizará pelo hardware dos aparelhos.

Estima-se que a nova investida trará um lucro de aproximadamente 40%, atingindo US$ 1,5 bilhão. Apesar da concorrência com as grandes Apple e Samsung, a Nokia tem outros mercados para explorar. Na Índia, por exemplo, foram comercializadas 240 milhões de unidades de telefones básicos e ainda há espaço para smartphones de entrada.

Há um otimismo neste novo cenário, e muito se deve à força que a marca Nokia tem, afinal foram 14 anos de liderança. Devemos lembrar, no entanto, que inovação é a principal propulsão no mercado mobile atualmente e a Nokia já está atrás da maioria dos competidores.

Via Forbes

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.