Grupo do Vale do Silício lidera investimento de US$ 52 milhões no Nubank

Por Redação | 07.01.2016 às 14:23

Informações ainda não confirmadas indicam que o Nubank, a startup brasileira que opera tecnologias financeiras, está recebendo uma nova rodada de investimentos no valor de US$ 52 milhões. E no topo entre os maiores participantes desse novo aporte de dinheiro está o Founders Fund, um fundo criado pelo co-fundador do PayPal, Peter Thiel.

Ele participa da rodada ao lado da Sequoia Capital e da Kaszek Ventures, além da Tiger Global Management, que já havia investido antes no Nubank. A informação não foi confirmada pela companhia, mas de acordo com as avaliações preliminares, levaria seu valor de mercado a US$ 500 milhões, um total bastante significativo para uma empresa com operação direcionada e com apenas três anos de idade.

O serviço disponibiliza um cartão de crédito sem anuidade nem burocracia, que é solicitado pela internet e por meio de convites. O controle das operações é feito por meio de um aplicativo para os sistemas operacionais iOS e Android, e toda a operação é feita em licenciamento com a MasterCard, o que dá ao plástico caráter internacional e também acesso a toda a base instalada da bandeira.

Vale a pena citar também que o investimento no Nubank marca a primeira vez que a Founders Fund aplica dinheiro no Brasil e também na América do Sul. O fundo, na realidade, é um tanto quanto novato quanto a investimentos internacionais, tendo apenas uma empresa estrangeira – a Research Gate Scientific, da Alemanha – como única receptora de dinheiro fora dos Estados Unidos.

De acordo com os dados oficiais, mais de um milhão de pessoas já fez a aplicação para serem clientes do Nubank, e cerca de 300 mil ainda continuam na fila de espera. O grande trunfo, aqui, além da ausência de taxas, é o fato de o cartão não estar atrelado a uma instituição bancária e, sendo assim, apresentar um funcionamento mais direto e transparente, além de opções mais rápidas e fáceis de atendimento.

Fonte: The New York Times