Grupo alemão de automóveis está perto de adquirir Nokia Here

Por Redação | 22.07.2015 às 14:30

Um grupo de fabricantes de automóveis alemão concordou em pagar pouco mais de 2,7 bilhões de dólares no serviço de mapas Nokia Here. Segundo fontes familiarizadas com o assunto, o grupo considera o serviço da empresa finlandesa de enorme valor para o mercado de carros autônomos. As montadoras que concordaram em realizar o negócio com a Nokia são Audi, BMW e Daimler, diz o Wall Street Journal.

Se o acordo for concretizado, o que ainda não é algo certo, as montadoras alemãs irão convidar outras empresas como a Fiat Chrysler Automobiles, Renault, Peugeot Citroën, Ford Motors, Toyota e General Motors a investirem no Nokia Here, de acordo com pessoas próximas às negociações.

"O objetivo sempre foi o de executar o serviço como uma plataforma aberta para todos", disse uma pessoa que não quis revelar sua identidade. "A assinatura final poderia acontecer nos próximos dias."

O preço do serviço de mapas é inferior ao que a Nokia esperava adquirir inicialmente, quando diversas empresas se mostraram interessadas. Este pode ser o principal motivo de longas negociações entre a empresa finlandesa e as montadoras alemãs. O grupo alemão entrou em um leilão assim que a Nokia anunciou em abril que estava considerando uma venda do Nokia Here, na sequência da aquisição da Alcatel-Lucent.

As fabricantes de automóveis temiam que o Nokia Here, uma das tecnologias mais avançadas de mapas do mundo, pudesse cair nas mãos do Google, Uber ou Apple. Isso colocaria as montadoras em risco de perder o controle de sistemas de informação dentro do carro, que são considerados vitais para os futuros sistemas de segurança automotiva.

Separadamente, o fornecedor alemão de peças Bosch e a empresa holandesa de mapeamento digital TomTom fecharam um acordo para trabalharem juntos no desenvolvimento de mapas digitais de alta definição necessários para carros autônomos. "Nós só vamos ser capazes de ter veículos de auto-direção na estrada em 2020 com mapas altamente precisos", disse Dirk Hoheisel, gerente geral da Bosch, em uma declaração escrita.

A Bosch ainda afirmou que vai fornecer a tecnologia necessária para tornar os mapas digitais da Tom Tom mais precisos e mais capazes de incorporar dados produzidos pelos sistemas dos automóveis. "Queremos ter mapas altamente precisos para veículos de auto-condução de todas as rodovias e estradas na Alemanha até o final de 2015", disse Jan-Maarten de Vries, vice-presidente da divisão automotiva da TomTom.

As montadoras dizem que os carros podem se tornar uma plataforma para geração de renda a partir de serviços baseados em localização que poderiam encontrar restaurantes, parques, estacionamentos, hotéis e outros serviços que transformam os dados gerados pelos carros em lucros.

O Uber inicialmente havia se juntado com a empresa de tecnologia Baidu para o desenvolvimento de projetos de mapeamento ligados à condução autônoma. No entanto, o consórcio liderado pelo Uber desmoronou e a empresa abandonou a licitação no mês passado. Assim, a companhia utilizou outra alternativa ao comprar a tecnologia de navegação digital da Microsoft, diminuindo a dependência do Google e da Apple.

Isso deixou o grupo de montadoras alemãs como principais interessadas no serviço de mapas da Nokia. No início de julho, a Nokia estava mantendo conversas exclusivas com as fabricantes de automóveis. As conversas ficaram atoladas em detalhes, principalmente em relação ao real valor de marcado do Nokia Here.

Hoje, muitas pessoas usam o Google Maps ou outro serviço similar para chegar a um determinado destino. Mas uma vez que os carros tornam-se parcialmente autônomos, o computador do automóvel irá precisar de informações infalíveis sobre o percurso e tráfego ao redor em tempo real. É por isso que o negócio de mapeamento digital assumiu tal importância.

"Nós não estamos apenas construindo um mapa", disse Floris Van de Klashorst, do Nokia Here, durante entrevista recente. "Estamos criando uma representação digital de alta definição 3D do mundo em tempo real".

Os serviços de mapas digitais mudaram de um modelo antigo, onde apenas mapas estáticos eram armazenados no sistema de navegação, para um sistema dinâmico, que oferece informações sobre condições de tráfego e trânsito em tempo real. O Nokia Here e seus rivais estão desenvolvendo sistemas colaborativos que permitem que cada carro carregue dados para uma rede de computadores baseada na nuvem. Esta informação estará disponível em tempo real para os usuários de seus sistemas. "É por isso que precisamos de mais companhias de carros envolvidas", disse van der Klashorst. "Quanto mais carros fornecendo informações, melhores ficam os mapas".

Via WSJ

Fonte: http://www.wsj.com/articles/german-car-makers-audi-bmw-and-daimler-to-buy-nokia-here-1437493575?via=tnwindex