Groupon anuncia corte de 1,1 mil funcionários em todo mundo

Por Redação | 22 de Setembro de 2015 às 15h42

O Groupon Inc., empresa de compras coletivas que oferece promoções e ofertas em produtos e serviços, anunciou que irá cortar cerca de 1.100 postos de trabalho em nível mundial. As demissões fazem parte da reestruturação da empresa no mercado exterior. O Groupon está fechando operações em diversos países, entre eles Marrocos, Panamá, Filipinas, Porto Rico, Taiwan, Tailândia e Uruguai. A empresa já havia informado para a imprensa sua saída da Grécia e da Turquia.

No final de dezembro de 2014, o Groupon contava com 11.800 funcionários em todo mundo. A empresa espera completar os cortes de empregos, principalmente em vendas e atendimento ao cliente, até setembro de 2016. "Nosso time tem feito um grande trabalho para agilizar nossas operações nessas e em outras áreas", disse Rich Williams, Chief Operating Director do Groupon.

Mercados fora da América do Norte representaram cerca de 43% da receita do Groupon em 2014. A empresa afirmou que iria vender uma participação de 46% de seus negócios para sul-coreanos como parte de seus esforços de recuperação. "Eu acho que é realmente bom para os investidores ouvir sobre alguns cortes nas operações internacionais", disse o analista da Topeka Capital Markets, Blake Harper.

Nenhuma demissão deve acontecer na sede da empresa, Chicago. As reduções dos empregos nas operações internacionais da empresa devem ser concluídas até setembro de 2016.

A forte alta do dólar em relação a outras moedas no exterior prejudicou as empresas com grande presença em mercados fora dos Estados Unidos, incluindo o Groupon. Sendo assim, com baixo desempenho, a empresa foi obrigada a iniciar um processo de reestruturação que incluiu a demissão de quase 10% da sua força de trabalho. Como parte da reestruturação, o Groupon também começou a vender produtos em seu site.

Atualmente as ações do Groupon são comercializadas por cerca de US$ 4. Desde novembro de 2011, quando a empresa entrou na bolsa de valores, as ações caíram 79%. Na época, cada ação da companhia era negociada a US$ 20 e, após o Google, a empresa era considerada a maior oferta pública inicial de uma empresa de internet dos Estados Unidos.

Via Reuters

Fonte: http://www.reuters.com/article/2015/09/22/us-groupon-redundancies-idUSKCN0RM1ID20150922?feedType=RSS&feedName=technologyNews

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.