Governo dos Estados Unidos ameaça exigir código fonte do iOS para a Apple

Por Redação | 15 de Março de 2016 às 09h31

A novela entre a Apple e o governo dos Estados Unidos pode estar prestes a ganhar capítulos decisivos — ou, pelo menos, bem mais tensos. Depois de se negar a criar uma forma de desbloqueio para o iOS que permitisse o FBI invadir o iPhone 5c bloqueado que havia sido usado por um dos atiradores do atentado de San Bernardino, a empresa pode acabar sendo obrigada a entregar todo o seu código-fonte às autoridades.

Como aponta o site Business Insider, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos sugeriu na última semana que poderia fazer essa exigência à Apple. E não seria apenas o código-fonte do iOS, mas também a sua chave de assinatura, utilizada para validar os softwares vindos da Maçã. A ideia é que, dessa forma, o governo possa criar sua própria maneira de invadir o famigerado iPhone sem depender da fabricante para isso.

No entanto, as coisas não são tão simples assim. Na verdade, há uma enorme ameaça por trás dessa proposta do governo norte-americano — e algo que pode atingir usuários do iOS de todo o mundo. Com essas duas ferramentas em mãos, os Estados Unidos podem criar seus próprios softwares para espionar os smartphones da Maçã e fazer com que os aparelhos os instale sem grandes complicações. Desse modo, se você tem um iPhone ou qualquer produto da Apple, seria incapaz de identificar se está utilizando uma versão real do sistema ou a modificada pelos EUA para fornecer informações.

iOS 9

A situação tende a piorar ainda mais se essa ameaça se concretizar. Como alguns especialistas em tecnologia e segurança apontam, a decisão do governo norte-americano pode servir de precedente para que outros países façam as mesmas solicitações, exigindo o mesmo tratamento por parte da Apple. Assim, o que começou como sendo uma solução forçada para resolver uma investigação sobre um episódio terrorista pode se tornar uma gigantesca crise global de privacidade em dispositivos móveis.

Segundo o documento liberado pelo Departamento de Justiça do país, o pedido do código fonte e da chave de assinatura ainda não foi feito porque o órgão sabia que essa exigência seria menos palatável para a Apple. No entanto, se a empresa preferir fazer com que as coisas cheguem a esse ponto, essas ferramentas podem ser pedidas como "uma alternativa que exija menos empenho" para a companhia. E muitos advogados consideram essa saída uma "opção nuclear" para a disputa, ou seja, aquela arma secreta que pode definir os rumos da disputa, forçando a empresa a entregar seu maior trunfo.

Em contato com a agência de notícias Reuters, contudo, uma fonte ligada ao governo contou que o Departamento de Justiça não pretende pedir os códigos, fazendo com que os comentários sejam apenas uma espécie de blefe para pressionar a Apple. Por outro lado, outro contato próximo à empresa disse que a companhia não está preocupada com essa ameaça. A Maçã deve se pronunciar oficialmente sobre o caso ainda nesta terça-feira (15).

Via: Business Insider

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.