Google vai colocar Chromecast nos televisores de hotéis

Por Redação | 07.04.2016 às 15:08
photo_camera BRUNO HYPOLITO / CANALTECH

O Google está anunciando uma parceria com a Sonifi para colocação de Chromecasts nos quartos de hotéis dos Estados Unidos. A empresa, que é especializada na gestão de sistemas de entretenimento e internet para estabelecimentos do tipo, vai criar o SoniCast, um sistema simplificado baseado no dongle de conteúdo da gigante que deve começar a ser utilizado ainda neste primeiro semestre.

O funcionamento é basicamente o mesmo dos dispositivos convencionais. Embutidos nos televisores, os Chromecasts exigirão apenas que o usuário esteja logado na rede Wi-Fi do hotel, com o próprio sistema garantindo a conexão entre smartphones ou tablets e o aparelho, de forma que, por exemplo, um hóspede não acabe, sem querer, exibindo conteúdo na tela de um outro quarto.

Para o Google, a utilização do aparelho em hotéis também deixa de lado um risco de segurança. Como apenas a transmissão de dados acontece pela rede sem fio, todo o processo de inserção de nomes de usuário e senhas é feito pelo próprio dispositivo do hóspede. Assim, não existe perigo de ele esquecer algum serviço logado e acabar permitindo que terceiros tenham acesso à sua conta e informações pessoais.

Esse método, por exemplo, é o utilizado por hotéis da rede Marriott nos Estados Unidos e alguns países da Europa. A companhia deu suporte a serviços como Netflix, Hulu e Crackle nos quartos de alguns de seus estabelecimentos, mas isso, claro, exige que os hóspedes entrem com suas próprias credenciais de acesso para utilização. A empresa garante que os aparelhos não preservam as credenciais, que são deletadas assim que ocorre o check-out, mas ainda assim, todo cuidado é pouco.

A solução da Sonifi, apesar de parecer promissora, não parece ser, ainda, tão abrangente. A empresa não citou uma data específica para as primeiras instalações e cita apenas um hotel, o Boston Plaza, como cliente. Restam, também, dúvidas quanto à qualidade do sinal de internet nestes estabelecimentos, já que, como quem viaja bastante pode atestar, ele muitas vezes não é suficiente nem para navegação. Quando se fala do streaming de conteúdo, então, a coisa só fica mais complicada.

Fonte: Sonifi