Google usa Inteligência Artificial para ajudar a diagnosticar câncer de mama

Por Redação | 13 de Março de 2017 às 14h15
photo_camera DepositPhotos/agsandrew

O Google anunciou que alcançou resultados satisfatórios ao usar a Inteligência Artificial para diagnosticar câncer de mama. Para isso, a empresa usou o deep learning para analisar milhares de células cancerosas fornecidas por uma universidade holandesa.

A técnica usada pelo gigante da internet consiste em ensinar os computadores a reconhecer padrões presentes em enormes conjuntos de dados. No caso do diagnóstico do câncer de mama, especificamente, isso foi extremamente útil na hora de avaliar uma biópsia.

O sistema de Inteligência Artificial do Google se destaca por ser muito sensível a potenciais indícios de câncer. Ele consegue identificar e sinalizar coisas que poderiam passar desapercebidas ao olhar humano.

No entanto, os pesquisadores explicam que o sistema também pode se enganar e identificar falsamente algo inofensivo como câncer, e é nessa hora que um patologista humano entra em ação.

"Imagine combinar esses dois tipos de super poderes", disse Lily Peng, gerente de projeto por trás do trabalho do Google. "O algoritmo ajuda a localizar esses tumores, e o médico é realmente bom em dizer: 'isso não é câncer'."

A ideia da equipe por trás do projeto é que cada vez mais novas tecnologias possam ajudar os médicos com a grande quantidade de informações que eles precisam lidar diariamente. Dessa forma, humanos e máquinas podem trabalhar juntos para criar resultados melhores e mais assertivos.

No entanto, apesar dos avanços nas pesquisas, a Inteligência Artificial do Google ainda permanece no laboratório, o que significa que a ferramenta não será vista tão cedo dentro dos consultórios médicos. Mas é claro que a empresa está se esforçando para que isso se torne realidade no futuro.

Fonte: Google

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.