Google altera políticas e aumenta remuneração para desenvolvedores da Play Store

Por Redação | 09.06.2016 às 06:47

Nesta quarta-feira (8), a Apple anunciou que a partir do próximo dia 13 mudará as regras de remuneração da App Store. De acordo com Phil Schiller, vice-presidente de Marketing Global da Maçã, agora os desenvolvedores contarão com maior flexibilidade na comercialização de aplicativos.

A divisão das receitas de apps de assinaturas até o momento rendiam 70% aos desenvolvedores e 30% do valor ficava para a gigante da tecnologia. Com as mudanças, no entanto, a Apple ficará com uma parcela menor quando o usuário realizar assinaturas por mais de um ano. Dessa forma, após este período, o responsável pelo app poderá contar com uma fatia de 85% do valor arrecadado, enquanto a companhia embolsará os 15% restantes.

Diante do anúncio da Apple, o público passou a questionar se o Google acabaria seguindo o mesmo caminho, e rapidamente todos tiveram a resposta. A gigante das buscas não só diminuirá a sua fatia dos ganhos em cima dos aplicativos, como também ofertará um negócio ainda melhor para os desenvolvedores.

Sob o novo acordo do Google, os desenvolvedores também contarão com uma participação de 85% da receita de assinaturas na Play Store, mas para isso não terão de aguardar um ano: a nova partilha financeira estará disponível de imediato. Vale destacar que este plano não vale para aplicativos no modelo de compras únicas, já que a iniciativa visa incentivar as assinaturas.

Ainda não há data definida para que as novas regras entrem em vigor, mas, possivelmente, a novidade deverá ser formalizada em breve.

Fonte: Android Police