Google pretende ser uma 'empresa nuvem' até 2020

Por Redação | 23 de Novembro de 2015 às 09h33

Durante um evento em São Francisco, Urs Holze, vice-presidente sênior de infraestrutura técnica do Google, previu que dentro dos próximos cinco anos a receita do Google Cloud Platform poderá ultrapassar as receitas publicitárias da companhia. Isso faria com que o mercado de nuvem fosse a principal fonte de receitas da norte-americana.

"O objetivo é falar sobre o Google como uma empresa nuvem até 2020", disse Holze. Este certamente é um plano ambicioso que o Google está empenhado em executar. Levando em conta que a Amazon Web Services (AWS) e o Microsoft Azure já dominam o mercado de computação em nuvem, o Google terá um grande trabalho com seus concorrentes.

Holze fez uma comparação interessante ao analisar os concorrentes de Mountain View no segmento, focando especificamente na disputa entre iOS e Android. Segundo ele, o iPhone foi o primeiro, mas o Android é atualmente o sistema operacional mais usado no mundo.

Com este pensamento, a empresa investirá na expansão do Google Cloud Platform não só para usuários domésticos, mas também para clientes corporativos, de onde vem grande parte das receitas de Amazon e Microsoft no mercado de computação em nuvem.

Fonte: The Next Web

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.