Google pode vender sua divisão de imagem por satélite

Por Redação | 11 de Janeiro de 2017 às 12h38
photo_camera Divulgação

Um relatório divulgado pelo The Wall Street Journal indica que o Google está se preparando para vender a sua divisão de imagem por satélite, a Terra Bella, para uma concorrente chamada Planet. Após o negócio, a gigante da web deve passar a comprar dados de mapeamento de outras empresas.

Aparentemente, essa é uma saída encontrada por Ruth Porat, a CFO da Alphabet, empresa mãe do Google, para acalmar os ânimos dos acionistas que desejam que a holding deixe de lado seus moonshots – projetos de longo prazo que mais parecem ter saído de filmes de ficção científica – para ter um comportamento de "empresa normal" e apostar em ideias mais reais e palpáveis.

A Terra Bella surgiu em 2016 a partir da Skybox Imagining, adquirida pelo Google por US$ 500 milhões em 2014. De acordo com o comunicado, a nova companhia não irá investir mais apenas no envio de microssatélites para a órbita da Terra, mas terá o foco na análise de imagens. A divisão desenvolveu e lançou sete satélites que tiraram fotos de alta resolução do nosso planeta. As imagens foram utilizadas para atualizar e melhorar o Google Maps, bem como para vender os dados obtidos para terceiros.

Já a Planet, apontada como possível compradora da Terra Bella, foi fundada no final de 2010, quase dois anos depois da Skybox, e colocou um número maior de satélites em órbita. Agora, a empresa fotografa 50 milhões de quilômetros quadrados da Terra todos os dias. Nenhuma das empresas envolvidas no rumor comentou oficialmente a possibilidade de venda.

Fonte: The Wall Street Journal