Google pode abandonar marca Nexus em seus smartphones

Por Redação | 30.08.2016 às 16:21

Lançada em janeiro de 2010, a marca Nexus, do Google, pode estar com os dias contados. Mas calma, pois o rumor da vez não é de que a companhia vai deixar de desenvolver uma linha própria de smartphones. Segundo uma série de informações que começaram a circular nesta terça-feira (30), a gigante das buscas pode abandonar o uso da marca “Nexus” e passar a adotar a marca “Google” em seus dispositivos móveis.

E esta não será a única mudança aplicada nos smartphones da empresa. Ainda de acordo com rumores recentes, o Google deve adicionar mais softwares e realizar alterações na interface do sistema dos novos aparelhos, adicionando alguns detalhes a mais em relação ao que é visto nos demais aparelhos da linha que vão receber o Android 7.0 Nougat.

Muito desses boatos se baseiam em falas de Sundar Pichai, o presidente do Google, sobre o fato de a empresa ter uma postura mais opinativa em relação ao desenvolvimento dos seus aparelhos. Pelo que dá para perceber, a desenvolvedora do Android pretende deixar os gadgets ainda mais com a sua cara, inclusive aplicando algumas alterações que tornariam os aparelhos Nexus mais únicos do que nunca.

Em suma, se os rumores se confirmarem, o Google adotará práticas inéditas em relação aos seus gadgets. Até então, a empresa sempre optou por oferecer a experiência pura do Android, algo que poderia ser replicado por qualquer outra fabricante (como é o caso da Motorola/Lenovo).

Vale ressaltar que os rumores em relação a novos dispositivos do Google dão conta apenas do lançamento de um par de smartphones, sem nenhum comentário a respeito da chegada de um novo tablet. A versão de codinome Sailfish teria tela de LCD de 5 polegadas com resolução Full HD, processador quad-core de 2,0 GHz, 4 GB de RAM, 32 GB para armazenamento, câmera frontal de 8 MP e traseira de 12 MP, além de bateria de 2.770 mAh e conexão USB-C.

Já a versão maior do gadget do Google, de codinome Marlin, viria com tela AMOLED de 5,5 polegadas e resolução Quad HD, GPU Adreno 530, Snapdragon 821 SoC e CPU quad-core, com 4 GB de RAM e 32 GB ou 128 GB para armazenamento. As câmeras seriam de 12 MP (traseira) e 8 MP (frontal) e ele contaria com conector USB-C e bateria de 3.450 mAh. Os aparelhos virao com Android 7.0 Nougat e serão fabricados pela chinesa Huawei. Espera-se que eles sejam anunciados em setembro deste ano.

Fonte: Android Central