Google perde mais um de seus executivos para o Uber

Por Redação | 02.12.2015 às 11:29

O Google perdeu mais um de seus executivos de longa data para o Uber, algo que vem se tornando cada vez mais comum no noticiário corporativo do mundo da informática. Dessa vez quem debandou da gigante das buscas para a startup de transportes foi Mani Gupta, que ocupava o cargo de diretor de gerenciamento de produto do Google Maps há sete anos. Agora, ele exercerá uma função similar no Uber.

Gupta pode ter sido recrutado por Brian McClendon, que trabalhou no Google Maps por muitos anos antes de se juntar ao Uber em julho deste ano. Tom Fallows, ex-funcionário do Google Express e atual executivo do Uber, também pode ter convidado Gupta para novos desafios. Rumores nos bastidores também apontam Rachel Whetstone, ex-VP de comunicação e política do Google que chegou ao Uber em maio, como uma das incentivadoras da ida de Gupta para o Uber.

A saída de funcionários do Google para o Uber tem sido tão notável que Fallows afirmou recentemente em um evento que uma em cada três pessoas com quem trabalha no Uber são seus ex-colegas do Google. Em uma rápida pesquisa no LinkedIn, é possível encontrar mais de 300 perfis que trocaram Mountain View pela startup famosa por seus carros pretos.

Apesar de serem consideradas rivais em alguns pontos, a divisão de investimentos da Alphabet, a Google Ventures, já injetou cerca de US$ 250 milhões no Uber desde 2013, em um claro incentivo a expansão dos negócios da empresa. Além disso, o Uber sempre utiliza a tecnologia de mapeamento do Google Maps em seu aplicativo, embora agora esteja desenvolvendo seu próprio produto de mapeamento. Esse, inclusive, pode ter sido o principal motivo da contratação de Gupta. Ambas as empresas também estão fazendo testes espaciais e experimentado entregas através de carros autônomos.

Funcionários do setor de tecnologia que trocam grandes empresas por startups não é algo novo. Um funcionário do Facebook afirmou que a cada ano surge uma startup que toma a atenção de profissionais das grandes empresas. No ano passado isso aconteceu com o Dropbox e este ano é a vez do Uber. Certamente, nos próximos anos teremos outras empresas emergindo no mercado e levando os talentos das tradicionais empresas de tecnologia.

Via Business Insider

Fonte: http://www.businessinsider.com/google-to-uber-exodus-continues-2015-12?utm_source=feedly&utm_medium=referral